Hoje é o Dia Mundial de Luta contra a Aids

Vitórias brasileiras contra a AIDS

Hoje, 1º de Dezembro, é o Dia Mundial de Luta contra a Aids. O muito por fazer não esconde o fato de que o Brasil tornou-se uma referência mundial no combate à doença, graças principalmente à adoção da política de acesso universal ao tratamento gratuito (veja Brasil é exemplo mundial no combate à AIDS).

Outro motivo de comemoração é o aumento da sobrevida dos pacientes contaminados com o HIV. Segundo estudo feito pelo Ministério da Saúde, o tempo de vida dos pacientes depois que a doença é diagnosticada mais do que dobrou (veja Sobrevida de pacientes com AIDS dobra em 12 anos).

Preconceito

Apesar dos avanços, ainda há muito o que fazer. Além da prevenção e dos próprios tratamentos, o preconceito ainda é um problema grave.

Para discutir o preconceito e o estigma contra a aids, o Ministério da Saúde, em parceria com a Secretaria de Saúde do Distrito Federal, realiza, ao longo do dia, oficinas de sensibilização com alunos das escolas públicas, na Praça dos Três Poderes.

Durante todo o dia, um jovem ficará dentro de uma bolha transparente impedido de tocar quem estiver no ambiente externo. O objetivo é levantar o debate sobre a exclusão vivida por quem tem o HIV ou sofre outros tipos de preconceito.

"Temos esta ótima notícia do aumento da sobrevida das crianças, mas a gente tem que começar a correr atrás da sobrevida com dignidade, pois as pessoas ainda têm muito preconceito, que causam danos irreparáveis. Todas as crianças estudam, mas sofrem discriminação dos próprios professores ou dos pais que impedem que seus filhos se relacionem com as nossas crianças," afirmou Vicky Tavares, em entrevista à Agência Brasil.

Programações

No Rio de Janeiro, a organização não-governamental ComCausa promove ação social com testagem rápida de HIV, assessoria jurídica, assistência social, intervenção, palestras e distribuição de material informativo. Em Ipanema, bairro da capital, as lojas que fazem parte da Associação do Charme de Ipanema montam suas vitrines, desde 24 de novembro, com o laço vermelho para alertar e sinalizar sua participação na luta. A iniciativa faz parte da campanha A Moda na Luta contra o HIV, criada pelo estilista Carlos Tufvesson há sete anos.

Em Porto Alegre, com o slogan "A Aids Não Quer Saber Sua Idade. Proteja-se", a Secretaria da Saúde lança campanha de prevenção, com o objetivo de atingir pessoas com 60 anos ou mais. A faixa etária foi escolhida tendo em vista a tendência de aumento proporcional de casos da doença na terceira idade no estado.

Uma caminhada simbólica em Manaus vai marcar a luta contra a doença e o preconceito, mostrando solidariedade às pessoas que vivem com o HIV. A saída será da Praça da Matriz, às 17h, com destino à Praça do Congresso.

O movimento Articulação Aids, em Pernambuco, vai hoje às ruas de Recife denunciar a questão da assistência às pessoas que vivem com HIV/aids no estado. A concentração para a passeata será às 9h, na sede da ONG GTP+. Os militantes seguem em direção ao Palácio do Campo das Princesas, sede do governo estadual.


Ver mais notícias sobre os temas:

Prevenção

Vírus

Vacinas

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.