Homens e mulheres respondem ao perigo de forma diferente

Ação versus sentimentos

Quando se trata de estímulos emocionais, os homens prestam mais atenção aos aspectos sensoriais em termos do seu impacto sobre as ações imediatas, enquanto as mulheres dão mais atenção aos sentimentos gerados por esses estímulos emocionais.

A conclusão é de um estudo coordenado pelo Dr. Andrzej Urbanik, da Universidade de Krakow, na Polônia, que utilizou imagens geradas por ressonância magnética funcional para estudar a ativação cerebral produzida pelas emoções.

Áreas cerebrais ativadas

Os voluntários foram submetidos a sessões nas quais eles observavam imagens positivas e imagens negativas, indutoras de sensações agradáveis e de sensações de ameaça ou perigo.

Ao observar as imagens negativas, as voluntárias demonstraram uma ativação maior e mais forte no tálamo esquerdo, que intermedeia informações sensoriais que se originam e que se dirigem ao córtex cerebral, incluindo as mensagens de dor e de prazer.

Os homens apresentaram uma maior ativação na ínsula esquerda, que regula o estado fisiológico de todo o corpo e então gera os sentimentos subjetivos que podem influenciar as ações. As informações da ínsula são enviadas para outras estruturas do cérebro envolvidas na tomada de decisão.

Lutar ou fugir

"A ativação cerebral observada nas mulheres pode indicar um forte envolvimento do circuito neural, que é associado com a identificação de estímulos emocionais," explica o Dr. Urbanik. "A ativação mais pronunciada do córtex insular nos homens pode ser relacionado com os componentes automáticos, como a elevação do ritmo cardíaco ou o aumento da sudorese, que acompanham a observação de material emocional."

O sistema nervoso autônomo controla as funções involuntárias, incluindo a respiração, os batimentos cardíacos e a digestão, e ajuda a ajustar determinadas funções na resposta ao estresse e a outros estímulos do ambiente. Ele é responsável pela resposta do tipo "lutar ou fugir" frente a situações ameaçadoras.

"Nos homens, as imagens negativas foram mais poderosas na ativação do seu sistema automático," diz o pesquisador. "Isto pode sinalizar que, quando confrontados com situações perigosas, os homens terão uma probabilidade maior de entrar em ação do que as mulheres."

Devoradores de emoções

Ao observar imagens positivas, as mulheres apresentaram uma ativação maior e mais forte no giro temporal superior direito, envolvido no processamento auditivo e na memória. Os homens apresentaram uma ativação mais forte nos lobos occipitais bilaterais, que são associados com o processamento visual.

"As imagens positivas são devoradas pelos sistemas visual e motivacional dos homens," diz o Dr. Urbanik.

Ele acredita que essas diferenças indicam que as mulheres são capazes de analisar estímulos positivos em um contexto social mais amplo e associar as imagens positivas com uma memória em particular.


Ver mais notícias sobre os temas:

Emoções

Saúde da Mulher

Saúde do Homem

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2017 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.