Ver:

 Temas
 Enfermidades





RSS Diário da Saúde

Twitter do Diário da Saúde

09/11/2015

Homens preferem mulheres mais inteligentes... longe deles

Com informações da Universidade de Buffalo
Homens preferem mulheres mais inteligentes... longe deles
Na interação ao vivo, os homens se afastaram ou foram menos atraídos para uma mulher que lhes superava em inteligência. [Imagem: Universidade de Buffalo]

Mulher imaginada e mulher real

O que as pessoas acreditam que querem e o que elas podem realmente querer não são sempre a mesma coisa.

E, no caso de uma atração romântica, a diferença entre a afinidade genuína e o desejo aparente se torna ainda mais claro conforme a distância física entre as duas pessoas fica menor.

Em outras palavras, a distância entre pretendente e pretendida influencia a atração, sobretudo quando há uma comparação de desempenho em jogo.

Por exemplo, uma mulher considerada de maior inteligência pode parecer atraente para um homem quando ela está distante dele. Mas, quando essa mesma mulher estiver bem perto, ela lhe parecerá menos atraente.

"Nós descobrimos que os homens preferem as mulheres que são mais inteligentes do que eles em situações psicologicamente distantes. Os homens se baseiam em suas preferências ideais quando a mulher é hipotética ou imaginada," explica a professora Lora Park, da Universidade de Buffalo (EUA), que fez seis experimentos envolvendo 650 adultos para chegar a essa conclusão.

"Mas, na interação ao vivo, os homens se afastaram e foram menos atraídos para uma mulher que lhes superava em inteligência," continua ela.

Distância psicológica

Pesquisas anteriores mostraram que as semelhanças entre os indivíduos podem afetar a atração.

Homens preferem mulheres mais inteligentes... longe deles
A professora Lora Park acredita que o fenômeno pode se estender a outras situações de relação interpessoal. [Imagem: Universidade de Buffalo]

Este novo conjunto de experimentos sugere que a distância psicológica - se alguém está sendo interpretado como próximo ou distante em relação a si mesmo - desempenha um papel fundamental na determinação da atração romântica.

"É a distinção entre o abstrato e o imediato," explica Park. "Há uma desconexão entre o que os homens parecem gostar em abstrato quando alguém é desconhecido e quando essa mesma pessoa está com eles em algum contexto social imediato."

Pesquisas futuras

Ainda que o foco dos experimentos tenha sido a atração romântica e, especificamente, o interesse dos homens pelas mulheres, a professora Park afirma que o resultado pode ser potencialmente um fenômeno mais amplo, estendendo-se a outras situações interpessoais.

"Essa é uma pergunta para pesquisas futuras," disse ela. "Mas, presumivelmente, qualquer um que seja superado por alguém próximo pode sentir-se ameaçado. Apenas calhou de estarmos estudando homens em um contexto romântico de namoro."


Ver mais notícias sobre os temas:

Relacionamentos

Sentimentos

Sexualidade

Ver todos os temas

Mais lidas na semana:

Dor de cabeça: Conheça aquelas que exigem tratamento

Vacina contra dengue pode fazer mais mal que bem em alguns locais

Os muitos mitos sobre as Dores nas Costas

Medicamento desenvolvido no Brasil combate origem da hipertensão

Carne vermelha todo dia faz mal? Especificamente que mal?