Você está envelhecendo mais rápido que seus amigos?

Cada pessoa tem seu próprio ritmo de envelhecimento, com efeitos que podem ser percebidos com um simples olhar.

É o que garante o professor Dan Belsky e uma equipe internacional de universidades dos EUA e do Reino Unido, que acompanharam mais de 1.000 pessoas nascidas em 1972-1973 até o presente.

"Propusemo-nos a medir o envelhecimento nessas pessoas relativamente jovens. A maioria dos estudos sobre envelhecimento trabalha com idosos, mas se quisermos ser capazes de prevenir doenças relacionadas com a idade, nós vamos ter que começar a estudar o envelhecimento em pessoas jovens," justifica Belsky.

Idade biológica

Os resultados mostram que o processo de envelhecimento se apresenta em todos os órgãos do corpo, do mesmo modo que acontece de forma mais perceptível nos olhos, nas juntas e nos cabelos.

Esse processo de envelhecimento orgânico foi documentado nos rins, fígado, pulmões e sistemas metabólico e imunológico. Os pesquisadores também acompanharam o nível do colesterol HDL, a capacidade cardiorrespiratória, a função pulmonar, o comprimento dos telômeros - "tampas" protetoras na extremidade dos cromossomos, que diminuem com a idade -, a saúde dentária e a condição de minúsculos vasos sanguíneos na parte posterior dos olhos, que se correlacionam com os vasos sanguíneos do cérebro.

Juntando todos esses indicadores, a equipe estabeleceu uma "idade biológica" para cada participante.

Mesmo todos estando na faixa dos 38 anos de idade cronológica, a idade biológica do grupo variou de 30 até 60 anos, mostrando ritmos de envelhecimento muito mais amplos do que o esperado.

Ritmo do envelhecimento

Os pesquisadores então retornaram aos dados de arquivo de cada participante e analisaram 18 biomarcadores que foram medidos quando os participantes estavam com 26, 32 e 38 anos de idade. A partir daí, eles desenharam um gráfico para cada biomarcador, ilustrando o ritmo do envelhecimento individual.

A maioria dos participantes apresentou um índice de envelhecimento de um ano biológico por ano cronológico, mas alguns estão envelhecendo tão rápido quanto três anos biológicos por ano cronológico. Outro grupo apresentou envelhecimento zero por ano nesse período - 26 a 38 anos - o que implica que eles estão ficando biologicamente mais jovens do que outros da sua idade.

Os voluntários com um envelhecimento biológico mais avançado também tiveram notas mais baixas em testes normalmente dados a pessoas com mais de 60 anos, incluindo testes de equilíbrio e coordenação e resolução de problemas desconhecidos. Os indivíduos biologicamente mais velhos também relataram mais dificuldades físicas, ao caminhar e subir escadas, por exemplo.

E, quando as fotos dos voluntários foram mostradas a grupos de estudantes que não os conheciam, os biologicamente mais velhos também foram avaliados como sendo mais velhos do que seus pares com mesma idade cronológica.

Retardar o envelhecimento

O processo de envelhecimento, contudo, não é algo que não possa ser mudado.

Estudos com gêmeos têm revelado que apenas cerca de 20% do envelhecimento pode ser atribuído aos genes, disse Belsky: "Há uma grande quantidade de influência ambiental."

Por influência ambiental o pesquisador se refere ao estilo de vida de cada pessoa, o que inclui alimentação, exercícios físicos, níveis de estresse, fatores emocionais, condições como a depressão, etc.


Ver mais notícias sobre os temas:

Rejuvenescimento

Qualidade de Vida

Alimentação e Nutrição

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.