Todos os idiomas têm uma tendência para a felicidade

Princípio de Poliana

Uma pesquisa que examinou bilhões de palavras em sites de várias partes do mundo revelou que a linguagem humana tem uma inclinação natural em direção ao uso de palavras felizes e alegres.

A descoberta é surpreendente porque se esperava que a tendência às notícias de catástrofes e crimes da imprensa tradicional dessem o tom do que se escreve e circula pela internet.

Mas o estudo confirma a chamada "Hipótese de Poliana" - ou Princípio de Poliana -, uma ideia lançada em 1969 por Jerry Boucher e Charles Osgood de que existe uma tendência humana universal para "olhar e falar sobre o lado positivo da vida".

Agora, uma equipe da Universidade de Vermont (EUA) aplicou uma abordagem de megadados, ou Big Data - usar um conjunto de bilhões de dados de uso real, em vez do parecer de especialistas - para confirmar essa suposição.

Palavras de felicidade

Os dados utilizados são tão diversos quanto legendas de filmes em árabe, mensagens do Twitter em coreano e português, a famosa literatura dark da Rússia, sites em chinês, letras de música em inglês e até mesmo as páginas cheias de notícias de guerra e crimes do New York Times.

Todas os idiomas têm uma tendência para a felicidade
Todas as 24 fontes de palavras apresentam um viés acima da pontuação neutra de cinco em uma escala de nove pontos, independentemente do idioma - amarelo: positividade; azul: negatividade.
[Imagem: Dodds et al., PNAS]

Os dados mostraram que todas estas fontes, e, provavelmente, toda a linguagem humana, inclinam-se em direção ao uso de palavras felizes e positivas.

"Nós analisamos dez línguas e, em cada fonte que olhamos, as pessoas usam palavras mais positivas do que negativas," resume Peter Dodds, coautor do estudo, destacando que a torrente de xingamentos no Twitter, legendas de filmes de terror e notícias intermináveis sobre catástrofes não foram capazes de reverter essa tendência.

O estudo dos "átomos da linguagem" - as palavras individuais, diz Dodds, indica que a própria linguagem - talvez a principal tecnologia da humanidade - têm uma perspectiva positiva.

E, por isso, "parece que a interação social positiva", diz Dodds, está impregnada em sua estrutura fundamental.

Idiomas mais felizes

A equipe analisou cerca de dez mil das palavras mais usadas em inglês, espanhol, francês, alemão, português do Brasil, coreano, chinês simplificado, russo, indonésio e árabe.

O espanhol apresenta o maior índice de uso de palavras associadas com a felicidade, seguido de perto pelo português, inglês e indonésio.

Contudo - e aqui está o ponto essencial, dizem os pesquisadores - todas as 24 fontes de palavras que eles analisaram apresentaram um viés acima da pontuação neutra de cinco em sua escala de nove pontos - independentemente do idioma.


Ver mais notícias sobre os temas:

Felicidade

Relacionamentos

Softwares

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.