Imagem de micro-ondas elimina desconforto e riscos das mamografias

Imagem de micro-ondas elimina desconforto e riscos das mamografias
Este é o protótipo do equipamento, que pode evitar os falsos positivos das mamografias.
[Imagem: N.Epstein/U.Calgary]

Com um reconhecimento cada vez mais amplo na comunidade médica e científica sobre as limitações dos exames de mamografia, cresce o interesse pelo desenvolvimento de alternativas mais eficazes.

Uma opção pode estar em um novo sistema de imageamento médico baseado em micro-ondas, que não expõe as mulheres aos riscos da radiação como nas mamografias tradicionais.

Segundo a equipe das universidades de New Hampshire (Reino Unido) e Calgary (Canadá), as imagens geradas por micro-ondas podem significar exames melhores e mais baratos para o rastreamento do câncer de mama, podendo ser usados ainda como complemento à mamografia de rotina.

Imagens por micro-ondas

Embora os sistemas atualmente disponíveis para o rastreamento do câncer de mama, como a tomografia computadorizada de raios X (CT) e a mamografia, possam detectar sinais precoces de tumores, eles estão longe de serem perfeitos, sujeitando as pacientes à radiação ionizante e causando desconforto para as mulheres por causa da compressão do seio que é necessária para produzir imagens de diagnóstico úteis.

O desconforto é eliminado totalmente no imageamento por micro-ondas porque o seio é mergulhado em um líquido - mas não comprimido - em um recipiente rodeado por uma matriz de 16 antenas. Cada antena emite micro-ondas em direção à mama com uma intensidade muito baixa, com cerca de um milésimo da potência emanada de um telefone celular.

Outras 15 antenas captam os sinais refletidos pela mama, produzindo dados que são então utilizados para produzir uma representação 3-D de todo o tecido interno.

"É bastante semelhante à tomografia computadorizada de raios X, na qual o alvo é irradiado de todas as direções e os dados são sintetizados para criar uma imagem das estruturas internas," explica o Dr. Neil Epstein, membro da equipe.

Menos falsos positivos

Embora o protótipo do sistema de imageamento por micro-ondas desenvolvido pela equipe ainda não forneça a resolução espacial da mamografia, ele oferece uma melhor especificidade, disse o Dr. Epstein.

Em outras palavras, uma vez que os tumores são localizados, o sistema de imagens por micro-ondas pode ser mais eficaz em identificar se os tumores são benignos ou malignos - determinações que hoje exigem a realização de biópsias.

Outros grupos já apresentaram protótipos de outras tecnologias visando substituir as mamografias, incluindo exames com luz, uma mamografia fotoacústica e até um exame para detectar o câncer de mama pela urina.


Ver mais notícias sobre os temas:

Equipamentos Médicos

Exames

Saúde da Mulher

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.