Implante ortopédico ganha chip para monitoramento a distância

Implante ortopédico ganha chip para monitoramento a distância
Na demonstração, o médico segura o leitor que detecta todas as informações sobre o implante por meio de uma conexão sem fios.
[Imagem: UPittsburgh]

Etiqueta sem fio

Pesquisadores da Universidade de Nova Jersei, nos Estados Unidos, desenvolveram um transmissor de rádio miniaturizado que guarda e transmite as informações de um implante inserido dentro do corpo do paciente.

Batizado de Ortho-Tag, a tecnologia baseia-se nas chamadas etiquetas inteligentes, que estão sendo desenvolvidas para substituir os códigos de barras.

A diferença é que, enquanto as etiquetas desenvolvidas para uso no comércio usam o ar para transmitir as ondas de rádio com as informações de cada produto, a Ortho-Tag usa o tecido humano como antena.

Monitoramento da prótese

A etiqueta possui um pequeno chip com memória que serve para monitorar o funcionamento de joelhos artificiais, quadris e outras próteses internas, assim como a condição dos tecidos em volta do implante - algo a que os médicos não têm acesso hoje.

O chip carrega informações sobre o paciente, o implante e o procedimento cirúrgico de implantação.

Além disso, sensores dentro do chip medem a pressão sobre o implante, o equilíbrio químico, a temperatura do tecido e a eventual presença de organismos nocivos.

E o paciente não precisará ter uma conexão USB ou algo parecido implantado na pele: todos os dados são lidos por um leitor especial, por meio de uma conexão wireless.

Essa conexão é feita por meio de ondas de rádio com uma frequência específica, capaz de viajar através dos tecidos biológicos.

Os dados são lidos na tela do leitor ou de um computador ao qual ele estiver acoplado.

Histórico do implante

O objetivo dos médicos que desenvolveram a etiqueta inteligente é resolver um problema comum no atendimento dos pacientes: a frequente falta de informações obtidas junto aos próprios pacientes que receberam os implantes ortopédicos.

Em muitos casos, os pacientes não sabem ou não se lembram o tipo de implante que receberam, a empresa que o fabricou ou mesmo o cirurgião que realizou o procedimento.


Ver mais notícias sobre os temas:

Implantes

Próteses

Cirurgias

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.