Infectados pelo vírus zika devem ficar em casa, defende médica

A médica Adriana Melo, responsável por confirmar a associação do vírus zika à microcefalia no Brasil, afirmou que as autoridades de saúde devem reforçar a orientação aos infectados pelo vírus para que fiquem em casa.

"Muitas pessoas que estão doentes vão trabalhar. Em caso de doença, essas pessoas têm que ser estimuladas a ficar em casa. Na Europa, por exemplo, uma pessoa gripada é aconselhada a ficar em casa para não passar o vírus adiante", defendeu Adriana durante sessão temática no Senado sobre o mosquito Aedes aegypti.

O encontro reuniu parlamentares, o ministro da Saúde, Marcelo Castro, e especialistas médicos e pesquisadores.

Ultrassonografia para detectar microcefalia

A especialista defendeu a melhoria da qualidade dos equipamentos de ultrassonografia e a capacitação dos profissionais que fazem o exame, que é um eficiente meio de detectar a microcefalia.

"Em caso de dúvida, o diagnóstico é feito pela ultrassonografia durante a gestação. É possível fazer, mas tem que melhorar qualidade dos aparelhos e capacitar o pessoal. São coisas simples e que barateiam muito a assistência aos pacientes" afirmou.

Sobre as mães de bebês com microcefalia Adriana Melo lembrou que, os cuidados que elas precisam vão além dos médicos. "Há muitas mães carentes e outras que foram abandonadas pelos maridos. A maioria não tem condições de cuidar de suas crianças," relatou.

Seminário internacional sobre zika

Na mesma sessão no Congresso, o vice-presidente da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), Valcler Fernandes, destacou que o esforço de enfrentamento ao mosquito e ao vírus zika depende de um esforço conjunto.

"A gente só enfrenta isso com ciência, com ação do Poder Público, com ação da sociedade civil e ação individual. Quer dizer, trata-se de uma combinação perfeita, e nós precisamos alcançá-la. Não há outro modo de se fazer isso. No nosso caso, principalmente, ciência, pesquisa e estudos", disse.

Valcler também informou que a Fiocruz está propondo a realização de um seminário internacional com especialistas do mundo inteiro para discutir a questão.


Ver mais notícias sobre os temas:

Epidemias

Infecções

Saúde Pública

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.