Insucesso na reprodução assistida justifica ao menos mais uma tentativa

Taxas de gravidez na tecnologia de reprodução assistida

Uma pesquisa sobre o efeito da idade e do número de vezes que as mulheres se submetem à tecnologia de reprodução assistida mostra que, para as mulheres jovens, a imensa maioria consegue engravidar nas primeiras duas tentativas, enquanto as mulheres acima dos 40 anos de idade têm uma taxa de gravidez mais consistente, mas menor, de cerca de 20% nas duas primeiras tentativas.

A paciente deve repetir o tratamento? Quantas vezes?

O Dr. Simon Hong apresentou o trabalho durante a 24a. reunião anual da Sociedade Européia de Reprodução Humana e Embriologia, em Barcelona: "O objetivo deste estudo foi tentar identificar, em termos práticos, se uma paciente de uma determinada faixa etária deve repetir o ciclo e quantas vezes ela deve fazer isto."

"Nós descobrimos que a imensa maioria das mulheres que se ficaram grávidas (96%) conseguiram a gravidez na sua segunda tentativa, embora a probabilidade de gravidez depois da terceira ou quarta tentativa mantenham-se encorajadoras. Esses resultados confirmam que há uma correlação negativa entre ficar grávida e o número de tentativas. De qualquer forma, para todas as pacientes que se submetem ao tratamento de reprodução assistida, uma falha na primeira tentativa justifica ao menos um ciclo adicional," complementou ele.

O Dr. Hong é pesquisador do Centro para Medicina Reprodutiva e Infertilidade da Universidade de Cornell (Nova Iorque, Estados Unidos), que é chefiado pelo professor Gianpiero Palermo, o pioneiro da técnica de injeção intracitoplásmica (ICSI: IntraCytoplasmic Sperm Injection) de esperma.

Engravidamento por idade

Os pesquisadores analisaram 8.970 ciclos de ICSI administrados em 6.719 pacientes tratadas entre Setembro de 1993 e Dezembro de 2007. As mulheres foram categorizadas em três grupos: idades de 35 anos ou menos, idades entre 36 e 39 anos, e idades de 40 anos e acima. A média de idade é de 36,5 anos. O Dr. Hong pesquisou o número de mulheres que engravidavam em cada tentativa em cada um dos grupos.

"A taxa geral de engravidamento, independentemente da idade das mães, foi de 39,2% - 3.535 gravidezes em 8.970 ciclos. O maior número de tentativas de reprodução assistida de uma única mulher foi oito, mas somente poucas pacientes passaram por seis ou mais tentativas," diz ele.

Gravidez por tentativa

Entre todas as pacientes de todos os grupos que conseguiram a gravidez, 79,7% tiveram sucesso na sua primeira tentativa, 16% na segunda, e 3,4% na terceira.

Analisando os diferentes grupos etários, a faixa com 35 anos ou menos teve uma taxa global de engravidamento de 50,8%. Nesta faixa etária, 53,7% das mulheres ficaram grávidas na sua primeira tentativa, e este número decresceu para 43%, 33%, 23% e 18,2% na segunda, terceira, quarta e quinta tentativas, respectivamente. Não houve nenhum caso de sucesso além da quinta tentativa.

Na faixa de 36 a 39 anos, a taxa global de engravidamento foi de 39,5%. Novamente, há um contínuo declínio, partindo de 41,5% na primeira tentativa e chegando a 25% na quarta tentativa.

Nas mulheres com 40 anos ou mais, a taxa global de engravidamento foi de 24,1%, variando de 24,6% até 18,5% e não houve diferenças significativas na proporção de mulheres que ficaram grávidas entre a primeira e a quarta tentativas.

Gravidez em mulheres acima dos 40 anos

Diz o Dr. Hong: "Nós observamos uma taxa de engravidamento mais consistente nos grupos de idade mais elevada, começando aos 36 anos. Provavelmente isto acontece porque as mulheres mais velhas têm uma taxa de engravidamento mais baixa na sua primeira tentativa, e esta taxa permanece consistente a partir daí. É possível que a incidência de aneuploidia embrionária nesta faixa etária seja o grande fator responsável pela taxa de gravidez nessa faixa etária."

"Para o grupo entre 36 e 39 anos, a taxa de gravidez foi de 25% na quarta tentativa; entretanto, ela inclui apenas 4 gravidezes em 16 casos. A grande maioria das gravidezes ficou distribuída entre as três primeiras tentativas. Para o grupo com 40 anos ou mais, observou-se uma taxa de engravidamento consistente de 20% ao longo das quatro primeiras tentativas. Com isto, parece que, para os grupos com maior idade, o número de tentativas que oferece uma taxa de engravidamento consistente fica entre duas e quatro."

Desafio emocional

"Um ciclo de reprodução assistida é financeiramente oneroso mas, mais importante, é um desafio emocional. Ele exige também a exposição a medicamentos e, embora pequeno, a um procedimento cirúrgico. Pelas nossas descobertas, parece que as pacientes mais jovens que passam por duas tentativas de reprodução assistida desfrutam das maiores chances de ficarem grávidas. Enquanto as mulheres nas faixas etárias mais altas (36 anos ou mais) podem alcançar resultados positivos se passarem por uma terceira ou mesmo uma quarta tentativa."

"É muito difícil determinar em qual tentativa uma paciente deve desistir de sua busca pela concepção por meio da reprodução assistida. Nós sentimos que deve-se dar ao casal todas as informações disponíveis para que eles tomem a decisão mais bem fundamentada que for possível. Além disso, nós acreditamos que os casais devem dispor de um aconselhamento que descreva as chances de se alcançar uma gravidez em cada tentativa individual para sua faixa etária específica," conclui ele.


Ver mais notícias sobre os temas:

Reprodução Assistida

Gravidez

Cuidados com o Recém-nascido

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2017 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.