Inteligência artificial ajuda a diagnosticar metástase do câncer de mama

Inteligência artificial ajuda a diagnosticar metástase do câncer de mama
O programa de inteligência artificial conseguiu prever com alto nível de precisão, com base nos primeiros exames de ultrassom, quais mulheres já tinham a indicação de metástase.
[Imagem: Nevit Dilmen]

Diagnóstico de metástase

Quando os médicos estão tratando de mulheres com diagnóstico de câncer de mama, as informações disponíveis para o profissional de saúde influencia profundamente o tipo de tratamento que eles recomendarão.

Saber se o câncer já metastatizou, por exemplo, afeta diretamente como os médicos iniciarão o tratamento - o que, por sua vez, influenciará os resultados do tratamento.

A dificuldade, entretanto, é que determinar se um tumor já metastatizou nem sempre é uma tarefa simples. Os radiologistas frequentemente começam usando o diagnóstico por ultrassom para avaliar de forma não-invasiva as proximidades dos nódulos linfáticos - tecidos para onde as células cancerosas migram em primeiro lugar, iniciando a metástase.

Mas, nos estágios iniciais do câncer, os nódulos linfáticos frequentemente parecem completamente normais nos primeiros exames, mesmo que o câncer já tenha metastatizado.

Inteligência artificial

Agora, uma equipe de pesquisadores da Universidade de Chicago (EUA), desenvolveu um programa de computador que utiliza inteligência artificial para analisar as características das imagens de ultrassom a fim de ajudar os médicos a prever mais cedo se o câncer de mama já metastatizou.

Atualmente, não existem métodos automatizados aprovados para o diagnóstico de câncer. Mas o novo programa foi utilizado com êxito para reanalisar os exames de ultrassom de 50 mulheres cujas imagens dos nódulos linfáticos já haviam sido avaliados em busca de metástase.

Todas as 50 mulheres passaram por cirurgias para remover seus cânceres e nódulos linfáticos axilares, e biópsias dos tecidos dos nódulos linfáticos revelaram que 20 delas tinham metástase do câncer e 30 delas tinham um câncer que permanecia localizado na época da cirurgia.

Diagnóstico de câncer por computador

O programa de inteligência artificial conseguiu prever com alto nível de precisão, com base naqueles primeiros exames de ultrassom, quais mulheres já tinham a indicação de metástase. Se tivesse em uso na época, o programa teria ajudado a melhorar o prognóstico das doenças naquelas mulheres.

"Nós descobrimos que uma análise de computador das imagens de ultrassom das mamas poderia potencialmente prever com uma precisão promissora quais pacientes têm metástase e quais não tem," disse a médica Karen Drukker, participante da pesquisa.

Agora os pesquisadores planejam começar uma pesquisa observacional na qual os radiologistas usarão o programa para ver se isso aumenta sua capacidade para diagnosticar a metástase - novamente baseando-se em casos retrospectivos, para os quais já exista um resultado definitivo, de forma a não influenciar a decisão dos médicos e obter uma melhor avaliação do programa.


Ver mais notícias sobre os temas:

Diagnósticos

Câncer

Equipamentos Médicos

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.