Intolerância ao glúten pode ser provocada por um vírus

Intolerância ao glúten pode ser provocada por um vírus
Um reovírus pode estar na origem da intolerância ao glúten, que pode culminar na doença celíaca.
[Imagem: Cortesia Purdue University/Department of Biology]

Doença celíaca

A infecção com um vírus comum e normalmente assintomático pode ser um dos primeiros passos no desenvolvimento da doença celíaca, uma condição autoimune dolorosa que danifica o intestino.

A doença celíaca envolve a forma como o sistema imunológico encara o glúten, tratando-o como um antígeno e atacando-o - o glúten é uma proteína encontrada no trigo, centeio e cevada.

Até hoje os cientistas acreditavam que se tratasse de uma doença genética.

Contudo, começaram a surgir indícios de que a doença aparece associada a infecções virais. Os relatos incluem infecções por adenovírus, que causam resfriados, rotavírus, que podem causar diarreia, e o vírus da hepatite C.

Bana Jabri e sua equipe da Universidade de Chicago (EUA) descobriram agora que expor camundongos a um reovírus comum, chamado T1L, quebra a tolerância ao glúten nos animais - uma evidência experimental de que alguns vírus podem, de fato, abrir o caminho para o início da doença celíaca.

Alergia ao glúten

Quando a equipe alimentou os camundongos com gliadina, um componente do glúten, eles constataram que os animais passavam a produzir de duas a três vezes mais anticorpos contra o composto durante os dois dias seguintes - mas apenas os animais no grupo que estava infectado com o reovírus.

"O reovírus muda a forma como o sistema imunológico vê o glúten," disse Jabri.

Normalmente o sistema imunológico aprende a tolerar a vasta gama de substâncias presentes em nossos alimentos, incluindo o glúten. Mas estes experimentos demonstram que a infecção com o reovírus interfere com esse mecanismo, levando o corpo a atacar o glúten por engano.

"Nossos experimentos são os primeiros a demonstrar que um vírus pode induzir a perda de tolerância aos antígenos da dieta," completou Jabri.

Estes resultados poderiam explicar por que apenas uma pequena proporção de pessoas desenvolve a doença celíaca, que é uma condição muito mais grave do que a intolerância ao glúten.

Os resultados foram publicados na revista Science.


Ver mais notícias sobre os temas:

Alergias

Alimentação e Nutrição

Vírus

Ver todos os temas >>   


  

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2017 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.