Leishmaniose: Teste rápido para será lançado em 2009

Resultado em cinco minutos

O teste rápido para diagnóstico da leishmaniose, desenvolvido pelo Instituto Bio-Manguinhos, tem previsão de lançamento para este ano. Os estudos com o kit foram iniciados em setembro de 2008, em Campo Grande (MS). Técnicos do Bio-Manguinhos foram enviados à região, onde tiveram apoio do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) para acompanhar a pesquisa.

Segundo os técnicos, a previsão é que até o final do primeiro semestre de 2009 o estudo seja finalizado e os dados analisados e disponibilizados. O teste determina na hora se o animal está ou não com leishmaniose. Nos casos positivos é feita coleta de sangue, logo após a testagem, e levada ao laboratório para a contra-prova. Nessa etapa, o diagnóstico é obtido em cinco minutos. Nos testes convencionais, o resultado só é emitido em quatro dias.

Kit de testagem rápida

Entre as vantagens do kit destacam-se: precisão e simplicidade (facilidade para interpretação dos dados coletados); maior sensibilidade do que os testes convencionais (10 a 50 vezes maior que o ensaio de cromatografia de fluxo lateral); é específico para leishmaniose (com uma plataforma de dois caminhos); adapta-se a diferentes tipos de fluidos biológicos (sangue, soro ou plasma). Além disso, uma gota de sangue do animal é suficiente para um diagnóstico eficaz no próprio local da coleta.

"Com sistema baseado nos testes rápidos de HIV, a testagem pode ser realizada em regiões remotas, onde não há condições de implantação de um laboratório, beneficiando populações que não teriam como realizar outros testes de diagnósticos", completa Pedro Paulo Ribeiro.


Ver mais notícias sobre os temas:

Exames

Vacinas

Vírus

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.