Ver:

 Temas
 Enfermidades





RSS Diário da Saúde

Twitter do Diário da Saúde

12/08/2014

Mecanismo de combate à obesidade pode ser fatal em pacientes com câncer

Redação do Diário da Saúde

Um terço dos pacientes com câncer não morre do câncer - eles morrem devido a um processo de "queima de gordura" frequentemente relacionado à obesidade.

Esse processo é denominado caquexia.

Ocorre que o que é bom na luta contra a obesidade pode ser fatal na luta contra o câncer.

Caquexia

A maioria dos pesquisadores de câncer está trabalhando sobre a biologia dos tumores.

No entanto, Michele Petruzzelli e seus colegas do Centro Nacional de Pesquisas Oncológicas (CNIO - Espanha) está à procura de maneiras de atacar a doença de forma indireta.

A equipe então se concentrou nos efeitos dos tumores para o resto do corpo - e não no próprio tumor.

Eles chegaram então à caquexia - uma magreza e fraqueza extremas, que eventualmente se torna a verdadeira causa da morte de um terço dos pacientes com câncer.

Gordura branca e gordura marrom

A caquexia é desencadeada por um processo que é muito estudado não para combater o câncer, mas para combater a obesidade: a conversão de tecido adiposo branco em tecido adiposo marrom.

"É a primeira vez que este fenômeno que poderíamos chamar de queima de gordura é associado a um efeito negativo," diz o Dr. Erwin Wagner, membro da equipe.

"O que observamos é que a transformação da gordura branca em gordura marrom, atualmente um dos temas mais pesquisados por causa de seus potenciais efeitos [benéficos] sobre a obesidade e o diabetes, tem consequências muito graves no contexto do câncer," acrescentou.

Os pesquisadores também afirmam que, se for possível reduzir a transformação do tecido adiposo, os sintomas da caquexia melhoram, embora eles não desapareçam completamente.

"Inibir a conversão da gordura branca em gordura marrom é, portanto, uma forma promissora de melhorar a caquexia nos pacientes com câncer," afirmam os autores em seu artigo, publicado na revista Cell Metabolism.

Bom e ruim para quem?

A importância do processo de transformação de gordura branca em gordura marrom nos seres humanos só foi descoberta há cerca de dois anos.

A maior parte da gordura nos seres humanos adultos é branca - tecido adiposo branco - e uma de suas funções, mas não a única, é armazenar energia, eventualmente formando os indesejáveis pneuzinhos na cintura.

A gordura marrom, no entanto, é queimada para produzir calor - esta é a gordura dos bebês e dos animais que entram em hibernação.

No contexto da atual epidemia de obesidade, a gordura branca tem sido rotulada como "gordura ruim", enquanto a gordura marrom tem sido saudada como "gordura boa".

Contudo, embora a equipe não discuta as vantagens e desvantagens de cada tipo de gordura em seu artigo, eles destacam que um processo que deveria ser reforçado para combater a obesidade, deve ser combatido nos pacientes com câncer.

Assim, começa a ocorrer precocemente no tocante às gorduras o mesmo que ocorreu com os rótulos de "colesterol bom" e "colesterol ruim".


Ver mais notícias sobre os temas:

Câncer

Obesidade

Alimentação e Nutrição

Ver todos os temas

Mais lidas na semana:

Dor de cabeça: Conheça aquelas que exigem tratamento

Vacina contra dengue pode fazer mais mal que bem em alguns locais

Os muitos mitos sobre as Dores nas Costas

Medicamento desenvolvido no Brasil combate origem da hipertensão

Carne vermelha todo dia faz mal? Especificamente que mal?