Novo equipamento muda a forma de medir pressão sanguínea

Novo equipamento muda a forma de medir pressão sanguínea
O equipamento será particularmente útil para as pessoas mais jovens, nas quais a pressão medida no braço às vezes pode ser bastante exagerada quando comparada com a pressão sistólica central.
[Imagem: University of Leicester]

Pressão em pessoas jovens

Cientistas desenvolveram uma nova forma, mais precisa, para medir a pressão sanguínea, o que dará aos médicos informações melhor fundamentadas para embasar suas decisões sobre o tratamento.

O equipamento, inventado por cientistas da Grã-Bretanha e de Cingapura, permite uma leitura mais precisa do que o método atualmente utilizado.

O equipamento será particularmente útil para as pessoas mais jovens, nas quais a pressão medida no braço às vezes pode ser bastante exagerada quando comparada com a pressão sistólica central.

Pressão sistólica central

Este é o primeiro aparelho economicamente viável e tecnicamente seguro capaz de medir a pressão arterial bem junto ao coração - a chamada pressão aórtica sistólica central ou CASP (Central Aortic Systolic Pressure).

A pressão arterial hoje é medida no braço porque isso é mais conveniente.

Contudo, a leitura que se obtém nem sempre reflete com precisão como a pressão está nas grandes artérias próximas ao coração.

A nova tecnologia usa um sensor no pulso para registrar a onda de pulso e, em seguida, usando modelos matemáticos dessa onda, um microprocessador calcula a pressão próxima ao coração - com uma precisão muito elevada, equivalente a fazer a medição direta de forma invasiva.

Pressão na aorta

Medir a pressão arterial na aorta, que está mais perto do coração e do cérebro, é importante porque é lá que a pressão arterial elevada pode causar mais danos.

Além disso, a pressão na aorta pode ser muito diferente da pressão que é tradicionalmente medida no braço.

"Não tenho qualquer dúvida sobre a magnitude da mudança que esta técnica trará. Foi um avanço científico fabuloso chegar a este ponto e ele vai mudar a forma como a pressão arterial tem sido monitorada por mais de um século," disse o Dr. Bryan Williams, que coordenou o desenvolvimento do aparelho.

"A beleza de tudo isso é que é difícil argumentar contra a tese de que a pressão próxima ao coração e ao cérebro é mais relevante para o risco de acidente vascular cerebral e doença cardíaca do que a pressão em seu braço," conclui o médico.


Ver mais notícias sobre os temas:

Equipamentos Médicos

Coração

Sistema Circulatório

Ver todos os temas >>   


  

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2017 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.