O melhor chocolate é sempre o último que você comeu

O melhor chocolate é sempre o último que você comeu
Se lhe disserem que aquele será o último chocolate que você comerá, você o considerará o mais gostoso de todos.
[Imagem: André Karwath]

Expectativas

Você se lembra qual é melhor chocolate que você comeu?

Não adianta forçar a memória, garantem Ed O'Brien e Phoebe Ellsworth, da Universidade de Michigan (EUA).

Você tenderá sempre a se lembrar do último chocolate como o mais gostoso.

Mas a questão é mais sutil e parece ter mais a ver com expectativas do que com o chocolate propriamente dito.

Isto porque o último chocolate é considerado o melhor quando você diz para a pessoa que este será o último que ela comerá.

O final é melhor

O último ano da faculdade, o último beijo de despedida, ou o último chocolate.

Segundo os pesquisadores, nós experimentamos esses "últimos" com uma afeição e um prazer mais profundos - muito mais do que já sentimos sobre essas situações antes.

Mesmo longas experiências dolorosas que acabam bem são consideradas melhores do que curtas experiências dolorosas que terminam mal.

"Quando você simplesmente diz à pessoa que alguma coisa será a última, ela valorizará mais essa coisa," disse O'Brien.

O último chocolate

Essa hiper-valorização da "última qualquer coisa" se estende até mesmo a eventos aparentemente insignificantes.

Em uma série de experimentos com 52 estudantes, os pesquisadores constataram que eles elegem como mais saboroso o chocolate que eles acreditavam que seria o último que eles poderiam comer.

Depois de comer uma série de chocolates, os pesquisadores diziam aos voluntários "Experimente, este é o último".

Este último foi eleito como o melhor em 64% das vezes, independentemente do seu sabor.

Entre os voluntários que não ouviram a informação de que aquele seria o último, o último foi escolhido como melhor em apenas 22% dos casos.

Finais felizes

Os cientistas levantam algumas teorias para explicar esse efeito.

"Você pensa: 'Eu preciso aproveitar ao máximo os benefícios dessa experiência porque ela vai acabar', ou 'Eu quero aproveitar algo de bom nisso enquanto posso'," sugerem eles.

Outra possibilidade, argumentam, é que "muitas experiências têm finais felizes - dos filmes até a sobremesa depois da refeição - de forma que as pessoas podem ter uma grande expectativa que as coisas vão acabar bem."


Ver mais notícias sobre os temas:

Comportamento

Emoções

Alimentação e Nutrição

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.