Metade das mulheres adultas gosta de jogar videogame

Metade das mulheres adultas gosta de jogar videogame

[Imagem: BBC]

Videogame para mulheres

Metade das mulheres adultas nos Estados Unidos jogam videogame de algum tipo, em computador, console, online, telefone celular ou outro aparelho portátil, segundo pesquisa da organização Pew Internet & American Life.

A pesquisa indicou que 55% dos homens americanos adultos jogam videogames, uma prática comum entre 53% de todos os maiores de 18 anos no país. O estudo revelou ainda que 21% desse grupo - adultos - joga videogame todos os dias.

O instituto de pesquisa também constatou, em outra enquete realizada entre novembro de 2007 e fevereiro de 2008 com mais de 1,1 mil jovens, que 97% dos adolescentes do país jogam videogames.

Idade e local de residência

Adultos mais jovens têm uma chance "consideravelmente maior" de jogar videogames do que adultos mais velhos.

Moradores de áreas urbanas dos Estados Unidos também têm mais chances de serem jogadores freqüentes (56%) do que moradores de áreas rurais (47%).

Videogames e educação

O instituto de pesquisa americano descobriu que o nível de educação também pode determinar o perfil dos que costumam usar jogos eletrônicos.

Cerca de 57% das pessoas entrevistadas com algum tipo de educação de nível superior jogam games. A fatia dos que jogam é menor (51%) entre os que apenas completaram o ensino médio, e menor ainda (40%) entre os que não chegaram a concluir o ensino médio.

Usuários da internet também jogam mais videogame do que os que não estão online: entre os 75% de adultos que usam a internet, 64% jogam.

Apenas 20% de pessoas que não usam internet jogam videogames.

Equipamentos preferidos de videogame

A pesquisa ainda afirma que os homens têm mais chances de jogar em consoles: 35% dos homens adultos afirmam que usam este tipo de aparelho eletrônico comparados com 21% das mulheres.

Homens e mulheres têm, em termos estatísticos, chances iguais de usar todos os outros equipamentos para jogar, incluindo computadores, telefones celulares e jogos portáteis.


Ver mais notícias sobre os temas:

Gênero

Educação

Diversão

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.