Ver:

 Temas
 Enfermidades





RSS Diário da Saúde

Twitter do Diário da Saúde

19/09/2016

Os muitos mitos sobre as Dores nas Costas

Com informações da BBC

Mitos científicos

Dores nas costas estão entre as principais causas de incapacitação em todo o mundo, sendo também uma das principais razões para as pessoas faltarem ao trabalho.

Como ocorre com qualquer coisa que seja tão comum, vários mitos têm-se desenvolvido ao longo do tempo sobre o que fazer e o que não fazer para tentar lidar essas dores.

É compreensível que surjam equívocos: Afinal, vários deles nasceram nos próprios estudos científicos e médicos, até que novas evidências surgissem para mostrar que as conclusões iniciais estavam erradas.

Assim, os próprios profissionais de saúde têm algumas vezes sido culpados de perpetuar os mitos, tanto com os pacientes, quanto por meio dos meios de comunicação.

Veja abaixo alguns desses mitos e as conclusões científicas, antigas e atuais.

Movimentar vai piorar minha dor nas costas

Já estamos longe do tempo em que os médicos recomendavam repouso absoluto contra as dores nas costas, mas ainda há um medo das torções, flexões e dos movimentos em geral.

A conclusão atual é que é essencial manter-se em movimento - ainda que alguns possam ser dolorosos.

Aumente gradualmente a quantidade de atividade que você faz, e tente evitar longos períodos de inatividade.

"Eu devo evitar os exercícios - especialmente levantar pesos"

Se você normalmente não levanta pesos, não vá começar hoje a treinar com pesos de 100 kg na academia.

No entanto, a dor nas costas não deve lhe fazer parar com os exercícios ou atividades regulares de que você gosta e que vinha fazendo normalmente.

Hoje se aceita que os exercícios são a melhor maneira de tratar a dor nas costas e isso inclui musculação, se você já vinha fazendo e gosta.

Como com qualquer coisa, aumente gradualmente a sua tolerância e a sua confiança, mas não tenha medo.

"Um exame vai me mostrar exatamente o que está errado"

Este é um mito fascinante, e se baseia na visão de que a tecnologia tem todas as respostas.

Em alguns casos, um exame será necessário. Mas, na maioria das vezes, não. Isto porque mesmo pessoas sem dor nas costas podem apresentar mudanças na coluna visíveis em um exame, o que mostra que essas alterações não são uma indicação de que algo está errado.

E mais, há estudos mostrando que ver os resultados de um exame pode realmente piorar a condição de uma pessoa com dor nas costas. Isto porque, se você tem dor nas costas, e vê mudanças claras na imagem médica, pode ficar com medo de se exercitar e fazer outras atividades, o que vai acabar piorando sua situação.

"Dor significa danos na coluna"

Esta tem sido a visão tradicional dos cientistas e médicos, mas pesquisas recentes têm mostrado outras causas da dor e formas melhores de lidar com ela.

É por isso que os fisioterapeutas têm adotado abordagens mais holísticas para ajudar os pacientes a entender por que eles estão com dor. Pode haver razões físicas, mas também podem haver razões psicológicas ou mesmo fatores sociais em jogo, sendo importante identificá-los e tratá-los.


Ver mais notícias sobre os temas:

Dores Crônicas

Ossos e Articulações

Atividades Físicas

Ver todos os temas

Mais lidas na semana:

Nanoestrelas matam bactérias sem desenvolver resistência

Ciência começa a entender eficácia da Medicina Chinesa contra o câncer

O que é melhor: Meditação ou Férias?

Carne e barbatana de tubarão contêm altos níveis de neurotoxinas

Dor de cabeça: Conheça aquelas que exigem tratamento