Mortalidade por AVC cai 32% em dez anos

Mortes por AVC

A mortalidade por acidente vascular cerebral (AVC) caiu 32% na faixa etária até os 70 anos

É o que o Ministério da Saúde cataloga como mortes evitáveis.

Apesar da queda, verificada entre 2000 e 2010, a doença está entre as principais causas de morte e internação no país.

Só em 2010, mais de 33 mil pessoas morreram em decorrência de AVC nessa faixa etária.

Como detectar o AVC

O acidente vascular cerebral decorre da insuficiência no fluxo sanguíneo em uma determinada área do cérebro.

Essa falta ou restrição no fornecimento de sangue pode provocar lesão ou morte celular e danos nas funções neurológicas.

Além de provocar mortes, o AVC é a principal causa de incapacidade em adultos no mundo.

Para saber se uma pessoa está tendo AVC, primeiramente, pedir que a pessoa sorria e que se observe se o sorriso está torto.

Em seguida, verificar se ela consegue levantar os dois braços.

Outro passo é verificar se há alguma diferença na fala, se está arrastada ou enrolada.

Caso seja identificado algum desses sinais, deve-se procurar imediatamente um serviço de saúde.

Alteplase

Até 2014, o Ministério da Saúde deverá investir R$ 437 milhões para ampliar a assistência a vítimas de AVC.

Desse total, cerca de R$ 370 milhões serão utilizados para financiar leitos hospitalares e R$ 96 milhões serão aplicados na oferta de tratamento com uso de Alteplase (enzima que ajuda na dissolução de coágulos sanguíneos).


Ver mais notícias sobre os temas:

Cérebro

Neurociências

Prevenção

Ver todos os temas >>   


  

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.