Mulheres e álcool: perigo crescente

Álcool subindo

A droga lícita mais consumida no mundo, o álcool entra cada vez mais cedo na vida de seus usuários.

Pesquisa da Faculdade de Medicina da USP constatou que o uso dessa substância tem sido mais comum entre mulheres, o que favorece comportamentos de risco entre adolescentes, como sexo sem proteção.

A análise investigou a prevalência do uso do álcool - ou seja, o consumo desse produto em algum momento da vida - entre estudantes menores de 18 anos.

Comportamento de risco

Os dados pesquisados incluíram informações sobre aspectos sociodemográficos, uso de álcool por eles mesmos, por familiares e amigos, além do acesso a outras drogas e comportamentos de violência.

Já haviam tido contato com bebida 38,8% dos estudantes do ensino fundamental e 73,5% dos matriculados no ensino médio.

Já o uso da substância no último ano foi relatado por 8,5% dos alunos do ensino fundamental e 40,7% do ensino médio.

"Os jovens são os que apresentam maiores riscos em relação ao consumo do álcool, com consequências negativas diversas, como problemas nos estudos, problemas sociais, prática de sexo sem proteção, maior risco de suicídio ou homicídio e acidentes", frisa a pesquisadora Priscila Lopes Pereira.

Riscos do álcool para as mulheres

O contato com a bebida, segundo o estudo, é facilitado por fatores como pertencer à classe mais alta, estudar em escola pública e não ter prática religiosa.

Essa realidade provoca problemas como a maior propensão dos adolescentes para contrair DSTs (Doenças Sexualmente Transmissíveis). "Além disso, as mulheres que consomem álcool desenvolvem uma série de doenças graves mais rapidamente que os homens, tais como: fígado gorduroso, hipertensão e anemia", ressalta Priscila.

Para ela, a situação requer atenção da família e da sociedade: "É preciso estabelecer uma política de orientação sobre o álcool para os alunos, bem como programas de prevenção."

Álcool entre as mulheres

A maior propensão para o comportamento de "beber com embriaguez", conforme a pesquisa, está entre estudantes do sexo feminino.

Beber com embriaguez significa o consumo igual ou maior a 5 doses em uma única ocasião para homens, e igual ou superior a 4 doses para mulheres.

Uma dose equivale a 50 ml de destilado com teor alcoólico de 40%; 350 ml de cerveja (teor alcoólico de 4%-5%) ou 150 ml de vinho com teor de 12,5% de álcool.


Ver mais notícias sobre os temas:

Drogas Lícitas

Saúde da Mulher

Vícios

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.