Mulheres obesas são mais impulsivas, homens obesos não

Impulsividade em homens e mulheres

Uma pesquisa publicada na edição de Novembro do jornal Appetite descobriu que as mulheres obesas mostram um controle dos impulsos significativamente mais fraco do que as mulheres com peso normal. Entre homens obesos e homens com peso normal, os níveis de impulsividade são praticamente os mesmos.

Os pesquisadores da Universidade do Alabama, nos Estados Unidos, fizeram o estudo para ver como homens e mulheres obesos e com peso normal diferem em suas capacidades de tomada de decisão, especialmente na chamada desvalorização pelo atraso (delay discounting), a medida de quanto um indivíduo é dirigido pela gratificação imediata versus a disposição para esperar por um prêmio maior no futuro.

Receber pouco agora ou mais no futuro?

Analisando 95 homens e mulheres, os pesquisadores deram aos participantes a oportunidade de receber quantias hipotéticas variadas de dinheiro imediatamente ou quantias hipotéticas fixas a serem recebidas depois de uma semana, um mês, seis meses ou um, três, cinco ou 10 anos. Os prêmios pela espera variavam de US$1.000,oo a US$50.000,00.

Os pesquisadores descobriram que as mulheres obesas descontam o valor dos prêmios futuros a uma taxa de três a quatro vezes maior do que a taxa usada pelas mulheres com peso normal, sugerindo uma maior impulsividade.

Os homens obesos, entretanto, e os homens e mulheres de controle, todos apresentaram níveis similares de desvalorização pelo atraso. Os resultados foram os mesmos mesmo quando os pesquisadores controlaram para diferenças de QI e renda, dois parâmetros que se sabe estarem relacionados com as medidas de impulsividade.

Desinibição relacionada à alimentação

Uma explicação para as diferenças entre homens e mulheres pode ser encontrada no traço de personalidade conhecido como desinibição relacionada à alimentação, que é a tendência para comer demais em resposta a determinadas situações ou ofertas, como um grande anúncio de uma sobremesa, explica a pesquisadora Rosalyn Weller.

Estudos anteriores demonstraram que as mulheres que tiveram maior índice de desinibição relacionada à alimentação têm maiores índices de massa corporal e ganham peso mais facilmente, diz Weller. Entretanto, os homens têm menores índices de desinibição relacionada à alimentação do que as mulheres.

"Nosso estudo descobriu que os homens obesos têm maior controle dos impulsos do que as mulheres obesas. Assim, os homens obesos podem estar protegidos de comportamentos mais impulsivos durante a tarefa de desvalorização pelo atraso por terem menor desinibição em geral. As mulheres obesas podem ter a dupla 'maldição' de serem mulheres e de terem elevados índices de massa corporal," comentou Weller.


Ver mais notícias sobre os temas:

Gênero

Obesidade

Alimentação e Nutrição

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.