Municípios são obrigados a monitorar infestação por Aedes aegypti

Estatísticas do mosquito

Uma resolução do Ministério da Saúde publicada no Diário Oficial da União torna obrigatória a realização de levantamento entomológico de infestação por Aedes aegypti em todos os municípios do país.

A norma estabelece que as informações municipais deverão ser enviadas às secretarias estaduais de saúde, e daí ao Ministério da Saúde.

Os levantamentos de índices de infestação deverão ser utilizados como ferramenta para direcionamento e qualificação das ações de prevenção e controle do mosquito.

A proposta é que municípios com mais de 2 mil imóveis realizem o Levantamento Rápido de Índice de Infestação por Aedes aegypti (LIRAa), enquanto as cidades com menos de 2 mil imóveis terão de fazer o Levantamento de Índice Amostral.

Já localidades onde não há infestação deverão realizar monitoramento por ovitrampa ou larvitrampa (armadilhas que identificam a presença de mosquitos na região) ou outra metodologia validada. As informações geradas após cada levantamento realizado deverão ser consolidadas pelas secretarias estaduais de saúde e enviadas ao ministério. A resolução entra em vigor hoje.

Infestação

Segundo dados do LIRAa de 2016, até novembro do ano passado pelo menos 885 municípios brasileiros estavam em situação de alerta ou de risco de surto para dengue, zika e chikungunya. O número representa 37,4% das cidades pesquisadas.


Ver mais notícias sobre os temas:

Saúde Pública

Epidemias

Prevenção

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.