Nobel de Medicina vai para pesquisas sobre sistema imunológico

Imunidade inata e adaptativa

O Prêmio Nobel de Medicina de 2011 foi atribuído a três cientistas que desvendaram importantes mecanismos de funcionamento do sistema imunológico, o aparato que o corpo usa para se defender das doenças.

O Nobel de Medicina - no valor de R$ 2,7 milhões - será dividido em duas partes.

A primeira caberá ao canadense Ralph Steinman por sua descoberta das células dendríticas e seu papel na imunidade adaptativa.

A segunda metade será dividida por Bruce Beutler, dos Estados Unidos, e Jules Hoffmann, de Luxemburgo, por suas descobertas sobre a ativação do sistema imunológico inato.

Vacina terapêutica

"Os laureados do Nobel deste ano revolucionaram nossa compreensão do sistema imunológico ao descobrir princípios cruciais para a sua ativação", afirma o comunicado do comitê do Prêmio Nobel.

O comunicado ressalta ainda a importância dos trabalhos dos três cientistas para o aprimoramento de vacinas contra doenças infecciosas e para novas abordagens de combate ao câncer.

Estas pesquisas sobre o sistema imunológico ajudaram a lançar as bases da chamada vacina terapêutica, que estimula o sistema imunológico a atacar tumores.

O Prêmio Nobel de Medicina ou Fisiologia é tradicionalmente o primeiro a ser anunciado. Nos próximos dias, o comitê divulgará os premiados em química, física, literatura, economia e paz.


Ver mais notícias sobre os temas:

Sistema Imunológico

Desenvolvimento de Medicamentos

Vacinas

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.