Ver:

 Temas
 Enfermidades





RSS Diário da Saúde

Twitter do Diário da Saúde

02/07/2012

Mamografias preventivas caem nos EUA após novas recomendações

Redação do Diário da Saúde

Novas regras para mamografia preventiva

A realização de mamografias preventivas caiu quase 6% nos EUA depois que um painel de especialistas manifestou-se contra a realização do exame preventivo em mulheres na faixa dos 40 anos.

Segundo os pesquisadores da Clínica Mayo, o decréscimo parece pequeno, mas é muito significativo, principalmente levando em conta a controvérsia causada pelo parecer da Força Tarefa de Serviços Preventivos (USPSTF).

Cientistas europeus também estão defendendo mudanças nas orientações sobre mamografia para prevenção do câncer de mama.

"As regras da USPSTF resultaram em reações significativas de pacientes, médicos e outras organizações, levando várias sociedades médicas a divulgaram regras opostas," disse Nilay Shah, um dos autores do estudo.

"Nós estávamos interessadas em determinar o impacto que as recomendações, e o debate que se seguiu, tiveram sobre a utilização da mamografia preventiva por mulheres mais jovens," disse.

Prevenção exagerada

A equipe usou uma base de dados de 100 planos de saúde dos EUA, identificando o número de mamografias preventivas realizadas de Janeiro de 2006 a Dezembro de 2010.

Quase 8 milhões de mulheres, na faixa de 40 a 64 anos de idade, foram incluídas no estudo.

Os resultados mostram uma redução de 54.000 mamografias no período, apenas entre as mulheres na faixa dos 40 anos de idade.

Polêmicas

Os dados só incluem 1 ano sob as novas regras, que foram introduzidas em 2009, apontando para um decréscimo maior no futuro.

"Para o primeiro ano depois que as regras mudaram, houve um pequeno mas significativo decréscimo no número de mamografias para mulheres na faixa dos 40 anos," disse Shah.

"Isto é consistente com o contexto de alterações das orientações. Um efeito modesto também está de acordo com a resistência do público às alterações nas regras e a subsequente divulgação de orientações opostas," concluiu ele.

O mesmo debate está ocorrendo agora com os homens, com relação aos exames preventivos para o câncer de próstata.


Ver mais notícias sobre os temas:

Saúde da Mulher

Prevenção

Exames

Ver todos os temas

Mais lidas na semana:

Nanoestrelas matam bactérias sem desenvolver resistência

Ciência começa a entender eficácia da Medicina Chinesa contra o câncer

O que é melhor: Meditação ou Férias?

Carne e barbatana de tubarão contêm altos níveis de neurotoxinas

Dor de cabeça: Conheça aquelas que exigem tratamento