Ver:

 Temas
 Enfermidades





RSS Diário da Saúde

Twitter do Diário da Saúde

11/02/2010

Novo exame detecta tuberculose pelo sangue e urina

Fabíola Tavares - Fiocruz
Novo exame detecta tuberculose pelo sangue e urina
Em vermelho, imagens do bacilo de Koch (Mycobacterium tuberculosis).[Imagem: Fiocruz]

Kit de exame

O diagnóstico da tuberculose (TB) em crianças e pacientes HIV positivos será mais facilmente confirmado nos próximos anos com o uso de um kit de diagnóstico molecular que está sendo desenvolvido na Fiocruz Pernambuco.

As principais vantagens são a confirmação da doença em menos tempo, o uso de sangue ou urina para o exame e um resultado com maior precisão.

Confirmação da tuberculose

Concluída a fase de validação e mantidos os resultados promissores, a ferramenta poderá vir a ser adotada pelo Ministério da Saúde como auxiliar na confirmação da doença, principalmente para crianças e HIV positivos.

Mesmo doentes, estes dois grupos têm poucos bacilos causadores da TB, o Mycobacterium tuberculosis, circulando no organismo. É a chamada forma paucibacilar da doença. Essa característica dificulta o diagnóstico.

Exame e acompanhamento

O kit utiliza uma tecnologia molecular chamada Nested PCR em tubo único, que é mais sensível e específica para detecção da presença ou ausência do bacilo no organismo do que a baciloscopia e a cultura de secreção, exames convencionais usados pelos médicos para diagnóstico, além do raio X do tórax, teste de Mantoux e dos sintomas relacionados pelo paciente.

Além de ajudar no diagnóstico da TB, o kit também servirá para acompanhar a resposta do paciente ao tratamento com a medicação.

Testes feitos com amostras de sangue e urina de cem pessoas de ambos os sexos, acompanhadas em hospitais de referência no tratamento da TB, mostraram sensibilidade (capacidade de confirmar a presença do bacilo) variando entre 61% e 72% no caso dos pacientes com a forma pulmonar da doença, e de 72% a 82% naqueles com a forma extrapulmonar (acomete gânglios, rins e ossos, por exemplo).

A especificidade (capacidade de reconhecer a ausência do bacilo) variou de 90% a 97%, em ambos os grupos. "A baciloscopia tem sensibilidade de menos de 40% e a cultura de secreção leva de 30 a 60 dias para ser concluída. No caso da PCR em tubo único o resultado sai em 48 horas", afirma a biomédica Juliana Figueiredo, que fez o estudo no mestrado em saúde pública da Fiocruz Pernambuco.

Exame de tuberculose

A PCR (do inglês Polimerase Chain Reaction, ou reação em cadeia de polimerase) é uma técnica de amplificação do DNA da célula capaz de detectar menos de um fragmento do bacilo de Koch.

"Há várias técnicas de PCR. A que é realizada em tubo único tem menos chances de contaminar a amostra de sangue ou urina usada no exame do que a PCR convencional em que a amostra é processada duas vezes em tubos distintos. Outra vantagem é usar menos reagente que os outros tipos de PCR, barateando mais o custo", explica a coordenadora do estudo, Haiana Schindler.

A equipe está desenvolvendo outro tipo de PCR para diferenciação da tuberculose típica e da atípica em pacientes com Aids.

Para conhecer outras técnicas inovadoras de detecção da tuberculose, veja as reportagens Teste molecular desenvolvido no Brasil detecta tuberculose de alta complexidade e Técnica detecta tuberculose e resistência a medicamentos em um dia.


Ver mais notícias sobre os temas:

Exames

Infecções

Vacinas

Ver todos os temas

Mais lidas na semana:

Emoções negativas aumentam consumo de alimentos energéticos

Mídias sociais podem induzir preconceitos e distorções nas pesquisas científicas

Pensamentos podem indicar autismo

"Gene da homossexualidade" - Os prós, os contras e o não-importa

Sistema imunológico do intestino controla peso corporal