Ver:

 Temas
 Enfermidades





RSS Diário da Saúde

Twitter do Diário da Saúde

17/08/2012

Nozes melhoram qualidade do esperma

Redação do Diário da Saúde
Nozes melhoram qualidade do esperma
A descoberta de que a ingestão de nozes melhora a qualidade do esperma traz esperanças para milhões de casais que têm problemas para engravidar, sobretudo por se tratar de uma terapia não-farmacológica.[Imagem: Wikimedia]

Infertilidade masculina

Comer 75 gramas de nozes por dia aumenta a vitalidade, a mobilidade e a morfologia do esperma.

A conclusão é de um estudo realizado com homens saudáveis, entre 21 e 35 anos, pela Dra. Wendie Robbins e seus colegas da Universidade da Califórnia em Los Angeles (EUA).

A descoberta traz esperanças para milhões de casais que têm problemas para engravidar, sobretudo por se tratar de uma terapia não-farmacológica.

Entre 30 e 50% dos casos de subfertilidade são atribuídos ao homem, enquanto estudos indicam que genética explica apenas 4% desses casos de infertilidade masculina. Estima-se que 70 milhões de casais em todo o mundo tenham dificuldades para engravidar.

Ácidos graxos

Alguns estudos sugerem que a qualidade do esperma vem declinando nos países industrializados.

As eventuais explicações incluem a poluição, estilo de vida repleto de maus hábitos e uma dieta cada vez menos saudável.

A Dra. Robbins centrou sua atenção nos ácidos graxos poli-insaturados, que são cruciais para a maturação do esperma. A dieta ocidental é considerada pobre nesses elementos, presentes sobretudo nos peixes, castanhas e no azeite.

As nozes são especialmente ricas em ácido linoleico, uma fonte vegetal natural de ômega-3.

Receita de família: acrescente nozes

Os 117 voluntários foram divididos em dois grupos: os participantes do primeiro grupo ingeriram 75 gramas de nozes por dia, enquanto ao membros do segundo foi pedido para evitar comer qualquer quantidade de nozes.

A quantidade - 75 gramas - foi escolhida com base em estudos anteriores, que mostraram que essa "dose" apresenta os melhores resultados em termos de alterações nos níveis de lipídios no sangue, sem envolver ganho de peso.

Depois de 12 semanas, o grupo que ingeriu nozes apresentou níveis sensivelmente mais elevados de ômega-3 e ômega-6, assim como maior contagem de espermatozoides.

Tanto a morfologia quanto a mobilidade dos espermatozoides também foram superiores nesse grupo.

Os cientistas afirmam que, embora esse seja um indicador promissor, agora será necessário fazer o mesmo teste com homens que possuam problemas de fertilidade, para aferir se a melhoria na qualidade do sêmen de fato se traduz em maior fertilidade.


Ver mais notícias sobre os temas:

Saúde do Homem

Gravidez

Reprodução Assistida

Ver todos os temas

Mais lidas na semana:

Nanoestrelas matam bactérias sem desenvolver resistência

Ciência começa a entender eficácia da Medicina Chinesa contra o câncer

O que é melhor: Meditação ou Férias?

Carne e barbatana de tubarão contêm altos níveis de neurotoxinas

Dor de cabeça: Conheça aquelas que exigem tratamento