Número de doadores de órgãos supera previsões

Meta antecipada

O Brasil alcançou a taxa de 13,6 doadores de órgãos para cada 1 milhão de habitantes.

O número ainda é baixo em comparação com outros países, mas representa um avanço significativo em relação aos 8,6 doadores por milhão de habitantes registrados em 2009.

A cifra também representa a meta estabelecida pelo Ministério da Saúde para ser alcançada em 2013.

O número representa um total de 726 doadores, aumento de 29% em relação ao mesmo período do ano passado, quando foram notificados 564 doadores e a meta nacional era 11,4 doadores para cada 1 milhão de habitantes.

Transplantes no Brasil

No primeiro quadrimestre de 2012, foram feitos 7.993 transplantes no Brasil, crescimento de 37% em comparação aos quatro primeiros meses de 2011, ante 5.842 transplantes.

O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, lembrou que, no início da década, a média nacional era cinco doadores para cada 1 milhão de habitantes e que, em 2011, o país já havia batido o recorde de superar, pela primeira vez, o índice de 10 doadores para cada 1 milhão de habitantes.

Regras para transplantes

Em 2009, o governo anunciou novas regras para o transplante de órgãos no país.

Entre as providências estava a ampliação do número de bancos de tecidos e a criação de equipes de "procura de órgãos", atuantes nos hospitais, buscando facilitar a doação de órgãos.

Além disso, o valor pago às unidades hospitalares por procedimento de captação foi duplicado.


Ver mais notícias sobre os temas:

Transplantes

Voluntariado

Cirurgias

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.