Ver:

 Temas
 Enfermidades





RSS Diário da Saúde

Twitter do Diário da Saúde

05/10/2015

Número de pessoas com mais de 60 vai dobrar até 2050

Com informações da Agência Brasil

A Organização Mundial da Saúde (OMS) informou que o número de pessoas com mais de 60 anos vai mais do que dobrar até 2050.

Um relatório divulgado pela entidade afirma ainda que essa alteração no perfil da população vai exigir uma mudança radical da sociedade.

O documento cita, por exemplo, que uma criança nascida hoje no Brasil vai viver mais 20 anos do que as que nasceram há cinco décadas.

Anos saudáveis

A diretora-geral da agência, Margaret Chan, disse que "atualmente, mesmo nos países mais pobres, as pessoas estão vivendo mais".

Segundo ela, "é preciso garantir que esses anos a mais sejam saudáveis, significativos e com dignidade". Para Margaret Chan, atingir essa meta será bom não só para os idosos, mas para toda a sociedade.

O documento explica que, enquanto algumas pessoas estão realmente vivendo mais e saudáveis, elas geralmente pertencem aos segmentos mais altos da sociedade.

O chefe do departamento de Idosos da OMS, John Beard, afirmou que "as pessoas dos países mais pobres e com menos oportunidades e recursos são as que apresentam as condições de saúde mais frágeis".

Estereótipos de idade

O relatório rejeita o estereótipo de que os idosos são frágeis e dependentes e diz que muitas das contribuições feitas por eles são ignoradas.

Além disso, os especialistas afirmam que as "demandas que o envelhecimento da população terá sobre a sociedade são, frequentemente, exageradas".

O documento da OMS marca o Dia Internacional da Pessoa Idosa, comemorado neste 1º de outubro.


Ver mais notícias sobre os temas:

Terceira Idade

Qualidade de Vida

Educação

Ver todos os temas

Mais lidas na semana:

Nanoestrelas matam bactérias sem desenvolver resistência

Ciência começa a entender eficácia da Medicina Chinesa contra o câncer

O que é melhor: Meditação ou Férias?

Carne e barbatana de tubarão contêm altos níveis de neurotoxinas

Dor de cabeça: Conheça aquelas que exigem tratamento