O HIV pode estar se tornando mais virulento

O HIV pode estar se tornando mais virulento

[Imagem: C. Goldsmith/Wikimedia Commons]

HIV mais virulento

Os danos ao sistema imunológico dos pacientes está começando mais cedo agora do que acontecia no início da epidemia do HIV, sugerindo que o vírus está, por assim dizer, mais "virulento".

A conclusão é de um estudo que será publicado no exemplar de Maio do jornal médico Clinical Infectious Diseases.

O conhecimento atual estabelece que se passarão vários anos entre a infecção com o HIV e a necessidade do início das terapias anti-retrovirais. Entretanto, os médicos têm observado que os pacientes estão começando os tratamentos com contagens de células CD4 menores do que nos anos anteriores e que agora tem sido necessário o início da terapia anti-retroviral tão logo eles começam o acompanhamento, levantando a questão de que o HIV pode estar se tornando mais virulento.

Contagem de células CD4

Os pesquisadores analisaram os dados de mais de 2.000 pacientes HIV-positivos militares, na ativa e reformados, entre 1985 e 2007, e seus dependentes que foram diagnosticados como HIV-negativos nos 4 anos anteriores.

Eles descobriram que a primeira contagem de CD4 após o diagnóstico de HIV baixou de 632 células/mm3 nos anos 1985-1990, para 514 células/mm3 em 2002-2007.

Adicionalmente, 25% dos pacientes diagnosticados com HIV nos anos recentes já apresentavam contagens de CD4 menores do que 350 células/mm3, o limite para quando a terapia anti-retroviral deve começar, em comparação com apenas 12% no final dos anos 1980.

Outras pesquisas

Um outro estudo demonstrou que o tempo que decorre entre a infecção e o aparecimento dos sintomas da AIDS depende também de fatores genéticos (DNA do indivíduo determina tempo para que HIV gere a AIDS).

O temo de vida dos pacientes depois do diagnóstico da AIDS também dobrou na última década: Sobrevida de pacientes com AIDS dobra em 12 anos


Ver mais notícias sobre os temas:

Vírus

Exames

Medicamentos

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.