Ver:

 Temas
 Enfermidades





RSS Diário da Saúde

Twitter do Diário da Saúde

01/10/2012

Cientistas redefinem o tédio

Redação do Diário da Saúde

Consequências do tédio

Pesquisadores canadenses chegaram a uma nova definição precisa de tédio com base nos processos mentais que estão na base dessa emoção.

Embora muitos vejam o tédio como algo trivial e temporário, na verdade ele está ligado a uma série de problemas psicológicos, sociais e de saúde.

O tédio no trabalho, por exemplo, pode levar a acidentes graves.

Ele também está ligado ao controle dos impulsos, atuando em tudo, do comer em excesso ao abuso do álcool, podendo atuar em condições mais graves em associação com a depressão.

"É uma área incrivelmente pouco estudada dada se tratando de uma experiência que é universal," disse Mark Fenske, professor da Universidade de Guelph e principal autor da redefinição de tédio. "O fato de que é difícil definir tédio deve-se, em parte, à falta de pesquisas."

O que é tédio?

Uma definição científica de tédio é necessária não só para acomodar as diferentes características de tédio que já foram estabelecidas, mas também para interligar uma variedade de perspectivas teóricas, segundo Fenske.

Os pesquisadores descobriram que a atenção e a consciência são as chaves para esse estado marcado pelo fastio, pelo aborrecimento e pela falta de objetivos.

Depois de analisar os estudos já realizados pela psicologia e pela neurociência, eles definiram o tédio como:

"Um estado aversivo de querer, mas ser incapaz do exercício de atividades satisfatórias."

O que causa o tédio?

Segundo os pesquisadores, você se torna entediado quando:

  • tem dificuldade em prestar atenção às informações internas, como pensamentos ou sentimentos, ou a estímulos externos necessários para participar de atividades satisfatórias;
  • está ciente de que está tendo dificuldade em prestar atenção; e
  • culpa o ambiente pelo seu estado enfadonho ("Esta tarefa é chata", "Não há nada a fazer").

Os pesquisadores esperam que sua nova definição e o enquadramento teórico que ela permitirá estimulem novas pesquisas para ajudar a entender melhor o tédio e relevar técnicas para escapar dele.


Ver mais notícias sobre os temas:

Emoções

Sentimentos

Espiritualidade

Ver todos os temas

Mais lidas na semana:

O que é melhor: Meditação ou Férias?

Os muitos mitos sobre as Dores nas Costas

Carne e barbatana de tubarão contêm altos níveis de neurotoxinas

Dor de cabeça: Conheça aquelas que exigem tratamento

Medicamento desenvolvido no Brasil combate origem da hipertensão