O que são doenças autoimunes?

As doenças autoimunes - uma classe que inclui cerca de 80 doenças diferentes, da artrite reumatoide à diabetes tipo 1 e à esclerose múltipla - ocorrem quando o sistema imunológico ataca o próprio corpo.

Essas doenças são bastante comuns, mas são muitas vezes subestimadas porque, apesar de levar a debilidades a longo prazo, elas raramente levam à morte.

Como surgem as doenças autoimunes

O sistema imunológico protege o organismo identificando e lidando com uma grande variedade de agentes infecciosos, incluindo vírus, bactérias, fungos e parasitas (coletivamente conhecidas como agentes patogênicos).

Ele funciona como um exército, patrulhando o corpo à procura de patógenos, quer isolando-os ou matando-os antes que eles possam causar infecção e doença.

Quando uma célula imune encontra pela primeira vez o seu alvo, ela se replica, de forma que um grande número de células passa a ser capaz de reconhecer o mesmo alvo.

É assim que a vacinação funciona - a vacina induz a replicação de células do sistema imunológico que podem alvejar patógenos específicos e proteger contra futuras infecções.

Um efeito colateral infeliz de produzir células que podem reconhecer tantos alvos é que algumas células vão reconhecer alvos dentro dos nossos próprios corpos. Sob condições normais, estas células são removidas do sistema, de modo que elas não nos atacam.

Mas, em algumas pessoas - por razões que permanecem mal compreendidas - essas células não são removidas. As células pensam que estão atacando um patógeno quando atacam o corpo - elas causam uma doença autoimune.

Cada doença autoimune resulta de células imunes atacando um alvo diferente dentro do corpo.

Alergias e asma

Condições similares, tais como a asma e alergias, muitas vezes são confundidas com doenças autoimunes. Mas elas não são consideradas doenças autoimunes porque não resultam de células do sistema imunológico atacando o seu próprio corpo.

Em vez disso, elas são causadas por células do sistema imunológico reconhecendo e reagindo a um alvo que não causa doença, como o pólen na asma alérgica, ou a proteína do amendoim nas alergias alimentares.

Tratamentos para doenças autoimunes

As abordagens atuais para o tratamento de doenças autoimunes controlam os sintomas, em vez de curar.

Na maioria dos casos, os tratamentos conhecidos como terapias de substituição funcional substituem uma função que é perdida durante a doença - por exemplo, injeções de insulina no diabetes do tipo 1.

Esses tratamentos são muitas vezes combinados com medicamentos anti-inflamatórios, os quais limitam a quantidade de danos causados pela resposta imune. Várias terapias mais recentes também bloqueiam componentes específicos da resposta imunológica.

Em casos graves, medicamentos que bloqueiam completamente as respostas imunes são utilizados para reduzir os sintomas da doença.

Isto é conhecido como imunossupressão, e estes medicamentos requerem um equilíbrio delicado - embora bloquear a resposta imunitária possa proteger contra a doença autoimune, isto deixa o indivíduo sem defesas contra infecções graves.

Só através de uma melhor compreensão de como as doenças autoimunes começam e como cada doença se desenvolve é que vamos ser capazes de fornecer terapias melhores e, finalmente, curar essas doenças.


Ver mais notícias sobre os temas:

Sistema Imunológico

Vacinas

Prevenção

Ver todos os temas >>   


  

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.