Óleo de pequi previne e faz regredir câncer

Óleo previne e faz regredir câncer no fígado
A parte comestível do pequi são os caroços, retirados do interior do fruto do pequizeiro.
[Imagem: Wikimedia/Fernando Tatagiba]

Prevenção e redução

O óleo de pequi (Caryocar brasiliense Camb) é capaz de reduzir lesões pré-neoplásicas - que antecedem o câncer - em até 51%.

A constatação foi feita pela equipe do professor Francisco Javier Blazquez, da USP, em testes realizados com animais de laboratório nos quais foi induzido um processo canceroso similar ao câncer de fígado humano.

Além da redução dos tumores, o óleo de pequi conseguiu promover a regressão das lesões até a aparência de um fígado normal.

Ao mesmo tempo, animais tratados com o óleo de pequi por via oral apresentaram menos lesões, sendo que muitas entraram em processo de reversão.

Óleo de pequi

Já se sabia que o extrato do óleo de pequi possui propriedades anti-inflamatórias, antioxidante e anticâncer. Além disso, pesquisadores da Universidade de Brasília já haviam demonstrado que o óleo de pequi protege contra doenças cardiovasculares.

Mesmo com a comprovação dos efeitos positivos do óleo, a equipe agora pretende realizar estudos para desvendar as vias metabólicas pelas quais o óleo atua.

"Tais resultados poderão nos permitir investigar os efeitos do óleo no câncer já estabelecido," disse Simone Morais Palmeira, que realizou os experimentos com os animais de laboratório.

Pequi

O pequi, nativo do cerrado, é bastante consumido nos estados de Goiás, Minas Gerais, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul.

O fruto contém proteínas, fibras alimentares, vitaminas, minerais e substâncias não nutritivas, como os carotenoides, que são conhecidos como antioxidantes.

"O pequi tem fontes de vitaminas A e C, além das gorduras com efeito antioxidante. Todas estas substâncias agindo em conjunto potencializam o efeito do óleo," disse Simone Palmeira.


Ver mais notícias sobre os temas:

Plantas Medicinais

Medicamentos Naturais

Alimentação e Nutrição

Ver todos os temas >>   


  

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.