Pacientes de AIDS vão receber remédio 3 em 1

O Ministério da Saúde começou a fornecer a dose tripla combinada, o chamado três em um, dos medicamentos Tenofovir (300 mg), Lamivudina (300 mg) e Efavirenz (600 mg).

Atualmente, esses medicamentos para tratamento da AIDS são distribuídos separadamente pelo SUS.

O tratamento será disponibilizado, inicialmente, para pessoas que sejam identificadas como soropositivas a partir da data de publicação do anúncio do Ministério da Saúde (27 de junho de 2014).

Estima-se que cerca de 11 mil pacientes devam ser atendidos nos dois primeiros estados a receberem a cobertura: Rio Grande do Sul e Amazonas.

O Rio Grande do Sul apresentou a maior taxa de detecção de soropositivos do país em 2012, com 41,4 casos por 100 mil habitantes, e o Amazonas 29,2. A taxa de detecção do Brasil é de 20,2 registros da doença.

A medida se estenderá gradativamente aos demais estados do país e a todos os pacientes soropositivos.

O principal ganho com o novo medicamento antirretroviral está na redução do número de pacientes que deixam de dar continuidade ao tratamento. Isso porque a disponibilidade das três composições em um único comprimido facilita a ingestão permitindo boa adesão ao tratamento e durabilidade do esquema terapêutico.


Ver mais notícias sobre os temas:

Saúde Pública

Vírus

Medicamentos

Ver todos os temas >>   


  

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.