Ver:

 Temas
 Enfermidades





RSS Diário da Saúde

Twitter do Diário da Saúde

10/04/2013

Quando os pais induzem culpa nas crianças

Redação do Diário da Saúde

O uso de argumentos geradores de culpa pelos pais causam um estresse imediato nas crianças tão forte que pode ser facilmente detectado até no dia seguinte.

Mesmo não tendo acompanhado os efeitos de longo prazo da indução da culpa nas crianças, Kaisa Aunola e seus colegas da Universidade de Jyvaskyla (Finlândia) mostraram que os efeitos são negativos o suficiente para chamarem a atenção já no curto prazo.

Quando os pais usam níveis mais elevados de "correções culpabilizantes", isto fica evidente nas crianças através de níveis anormalmente elevados de angústia e raiva, detectáveis até no dia seguinte.

As "correções culpabilizantes", ou correções geradoras de culpa, ocorrem quando os pais tentam mudar o comportamento da criança usando meios psicológicos, em vez de definir limites diretos de ação.

Por exemplo, em vez de dizer "Isso não pode", os pais podem lembrar à criança o quanto eles se esforçam por ela, ou mostrarem o quanto ficaram envergonhados por causa do comportamento da criança.

Este tipo de comportamento é típico de pais que estão, eles próprios, angustiados ou esgotados.

O estudo mostrou que, embora a indução de culpa nas crianças cause estresse nas crianças tanto quando é feita pelo pai quanto pela mãe, o efeito é ainda mais forte quando o argumento gerador de culpa é expresso pelo pai.


Ver mais notícias sobre os temas:

Relacionamentos entre Pais e Filhos

Educação

Cuidados com a Família

Ver todos os temas

Mais lidas na semana:

Cientistas dizem ter descoberto cura definitiva para alcoolismo

Vacina contra dengue pode fazer mais mal que bem em alguns locais

Os muitos mitos sobre as Dores nas Costas

Medicamento desenvolvido no Brasil combate origem da hipertensão

Carne vermelha todo dia faz mal? Especificamente que mal?