Para melhorar a mente, aprenda algo realmente novo

Os adultos mais velhos são frequentemente encorajados a manter-se ativos para manter suas mentes afiadas - algo do tipo "use-a ou perca-a".

Mas é melhor escolher bem seus investimentos mentais, já que apenas determinadas atividades de fato melhoram o funcionamento cognitivo.

Aprender uma habilidade nova e mentalmente exigente realmente funciona.

Mas atividades menos exigentes, como fazer palavras cruzadas, não vão trazer benefícios sensíveis para a mente.

Esta é a conclusão de uma análise comparativa feita entre diversas tarefas executadas por idosos monitorados pela equipe da Dra. Denise Park, da Universidade do Texas (EUA).

"Parece que não é suficiente apenas sair e fazer alguma coisa - é importante sair e fazer algo que não seja familiar e que seja mentalmente desafiador, e que proporcione uma ampla estimulação mental e social," diz ela.

"Quando você está dentro da sua zona de conforto, você pode estar fora da zona de melhoria," completa ela.

Entre as atividades que produziram os melhores efeitos estão aquelas que requerem um aprendizado totalmente novo, como fotografia, costura ou um novo idioma.

Park e seus colegas estão planejando agora acompanhar os participantes e avaliá-los depois de um e cinco anos para ver se os efeitos obtidos nas tarefas mais produtivas permanecem a longo prazo.

Eles acreditam que os resultados poderão ter grande relevância, principalmente porque o número de idosos continua a crescer em todo o mundo.

"Nós precisamos, como sociedade, aprender a manter a mente saudável, assim como sabemos como manter a saúde vascular com dietas e exercícios," disse Park. "Sabemos muito pouco até agora."


Ver mais notícias sobre os temas:

Mente

Memória

Educação

Ver todos os temas >>   


  

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.