Ver:

 Temas
 Enfermidades





RSS Diário da Saúde

Twitter do Diário da Saúde

08/12/2014

Para ter menos preocupações, vá dormir mais cedo

Redação do Diário da Saúde
Para ter menos preocupações, vá dormir mais cedo
Recentemente se descobriu uma conexão inusitada entre a qualidade do sono e as noites de Lua Cheia.[Imagem: NASA]

A hora em que você vai para a cama e quanto tempo você dorme podem de fato tornar mais difícil para você ficar se remoendo em preocupações.

Pessoas que dormem por períodos de tempo mais curtos e que vão para a cama muito tarde da noite são frequentemente sobrecarregadas com mais pensamentos negativos do que quem tem períodos mais regulares de sono.

Essa conexão surpreendente foi demonstrada através de experimentos feitos por Jacob Nota e Meredith Coles, da Universidade de Binghamton (EUA), que publicaram seus resultados na revista médica Cognitive Therapy and Research.

Pensamentos negativos repetitivos

Diz-se que as pessoas têm pensamentos negativos repetitivos quando esses pensamentos pessimistas incômodos parecem repetir-se em suas mentes. Elas se sentem como se tivessem pouco controle sobre essas maquinações mentais.

Essas pessoas também tendem a preocupar-se excessivamente com o futuro, remoer coisas do passado e ter pensamentos intrusivos irritantes. Finalmente, essas pessoas também tendem a ter problemas de sono.

Estudos anteriores já haviam estabelecido uma conexão desses pensamentos negativos repetitivos com problemas de sono, especialmente nos casos em que as pessoas não conseguem pegar no sono.

Os dois pesquisadores descobriram agora que há uma ligação entre ter tais pensamentos repetitivos e o horário em que a pessoa vai para a cama.

Eles descobriram que as pessoas que dormem por períodos mais curtos de tempo e vão para a cama mais tarde experimentam mais pensamentos negativos repetitivos do que quem vai dormir mais cedo.

O resultado foi o mesmo em entrevistas com estudantes que acreditam que "funcionam melhor à noite" e, portanto, costumam ficar estudando até tarde.

"Certificar-se de que se vai dormir no momento certo pode ser uma intervenção de baixo custo e facilmente disseminada para os indivíduos que são incomodados por pensamentos intrusivos," concluiu Nota.


Ver mais notícias sobre os temas:

Sono

Emoções

Mente

Ver todos os temas

Mais lidas na semana:

Ultrassom no 1º trimestre de gravidez pode agravar autismo

Os muitos mitos sobre as Dores nas Costas

Carne e barbatana de tubarão contêm altos níveis de neurotoxinas

Dor de cabeça: Conheça aquelas que exigem tratamento

Medicamento desenvolvido no Brasil combate origem da hipertensão