Paracetamol acima da dose apresenta risco para adultos e crianças

Overdose escalonada

Médicos e autoridades de saúde estão preocupados com o que parece ser um uso excessivo do analgésico paracetamol.

Medicamentos à base de paracetamol são indicados para dores e febres - tanto por alguma enfermidade quanto para situações como o nascimento dos dentes e febres pós-vacinação em bebês.

Mas cientistas da Universidade de Edimburgo, na Escócia, demonstraram que há riscos de uma "overdose escalonada".

Essa superdosagem ocorre quando o paciente consume uma dose um pouco acima da recomendada do analgésico paracetamol mesmo por apenas alguns dias, o que pode causar graves danos à saúde, sobretudo ao fígado.

Resultados graves

Os pesquisadores descobriram que muitas pessoas que usam os comprimidos contra dor não percebem quando tomam mais do que o permitido e não se dão conta dos danos causados pelo consumo excessivo do remédio ao fígado.

Segundo os pesquisadores, este problema geralmente também não é detectado pelos médicos no início, pois os exames de sangue não indicam níveis excessivos de paracetamol após a ingestão inicial superior à indicada.

O estudo, publicado na revista British Journal of Clinical Pharmacology, sugere que os efeitos para a saúde de overdoses escalonadas de paracetamol - mesmo que modestas - são mais graves do que uma única overdose com grande quantidades de comprimidos.

Paracetamol para bebês

Ao mesmo tempo, autoridades de saúde do Reino Unido lançaram um alerta sobre o uso do paracetamol em crianças.

"Crianças mais novas podem estar recebendo uma dose de paracetamol maior do que o necessário," afirma o documento da MHRA (Medicines and Healthcare products Regulatory Agency).

A providência adotada foi alterar as dosagens recomendas para bebês e crianças pequenas.

A agência salienta que a mudança não está sendo feita por questões de segurança em relação ao medicamento, mas para garantir que cada criança receba a dose correta para cada idade.


Ver mais notícias sobre os temas:

Medicamentos

Intoxicação

Dores Crônicas

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.