Parto normal após cesárea tem forte impacto positivo para mulheres

Parto normal após cesárea tem forte impacto positivo para mulheres
"Ocorre uma reconstrução da própria biografia: elas reconhecem que a cesárea anterior foi desnecessária e, com isso, vão-se fortalecendo. Há um empoderamento que as torna mais fortes."
[Imagem: Ag.USP]

Opinião com experiência

Há inúmeros esforços em todo o mundo para reverter a "epidemia de cesáreas", um problema particularmente grave no Brasil, considerado campeão mundial de cesarianas.

Embora os riscos e benefícios do parto normal e da cesárea sejam largamente documentados, pesquisadores da USP decidiram abordar o assunto por um outro aspecto.

Luciana Fonseca e Stella Tagnin decidiram perguntar para mulheres que passaram pelos dois procedimentos em sequência o que elas acharam de cada uma das experiências.

As respostas das mães revelaram, segundo as pesquisadoras, "mulheres seguras, felizes, satisfeitas e em paz com o próprio corpo, e que sofreram profundas transformações - todas muito positivas - por conta do parto normal após as cesáreas."

"Ocorre uma reconstrução da própria biografia: elas reconhecem que a cesárea anterior foi desnecessária e, com isso, vão-se fortalecendo. Há um empoderamento que as torna mais fortes", conta Luciana, acrescentando que identificou nas respostas das mulheres termos como "renasci", "guerreira" e "mulher maravilha".

Parto normal após cesárea

Segundo a pesquisadora, a literatura científica mostra que o parto normal é possível após uma cesárea. "O risco de haver uma ruptura uterina é de aproximadamente 0,7%", esclarece. Entretanto, essas mulheres ouvem de seus médicos que os riscos são muito altos: as informações e orientações que elas recebem as direcionam para desistir do parto normal."

"No Brasil, o número total de cesáreas aumentou 400% nos últimos 40 anos: de 14,5% em 1970, para 52% em 2010, sendo que, apenas no setor privado, as cesáreas respondem por 88% dos nascimentos. Nos Estados Unidos, cerca de 75% dos nascimentos são por parto normal, contra 25% de cesáreas. A recomendação da Organização Mundial de Saúde é que a taxa de cesáreas fique entre 10% e 15%", informa Luciana.


Ver mais notícias sobre os temas:

Gravidez

Saúde da Mulher

Emoções

Ver todos os temas >>   


  

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.