Ver:

 Temas
 Enfermidades





RSS Diário da Saúde

Twitter do Diário da Saúde

19/02/2015

Parto normal após cesárea tem forte impacto positivo para mulheres

Com informações da Agência USP
Parto normal após cesárea tem forte impacto positivo para mulheres
"Ocorre uma reconstrução da própria biografia: elas reconhecem que a cesárea anterior foi desnecessária e, com isso, vão-se fortalecendo. Há um empoderamento que as torna mais fortes." [Imagem: Ag.USP]

Opinião com experiência

Há inúmeros esforços em todo o mundo para reverter a "epidemia de cesáreas", um problema particularmente grave no Brasil, considerado campeão mundial de cesarianas.

Embora os riscos e benefícios do parto normal e da cesárea sejam largamente documentados, pesquisadores da USP decidiram abordar o assunto por um outro aspecto.

Luciana Fonseca e Stella Tagnin decidiram perguntar para mulheres que passaram pelos dois procedimentos em sequência o que elas acharam de cada uma das experiências.

As respostas das mães revelaram, segundo as pesquisadoras, "mulheres seguras, felizes, satisfeitas e em paz com o próprio corpo, e que sofreram profundas transformações - todas muito positivas - por conta do parto normal após as cesáreas."

"Ocorre uma reconstrução da própria biografia: elas reconhecem que a cesárea anterior foi desnecessária e, com isso, vão-se fortalecendo. Há um empoderamento que as torna mais fortes", conta Luciana, acrescentando que identificou nas respostas das mulheres termos como "renasci", "guerreira" e "mulher maravilha".

Parto normal após cesárea

Segundo a pesquisadora, a literatura científica mostra que o parto normal é possível após uma cesárea. "O risco de haver uma ruptura uterina é de aproximadamente 0,7%", esclarece. Entretanto, essas mulheres ouvem de seus médicos que os riscos são muito altos: as informações e orientações que elas recebem as direcionam para desistir do parto normal."

"No Brasil, o número total de cesáreas aumentou 400% nos últimos 40 anos: de 14,5% em 1970, para 52% em 2010, sendo que, apenas no setor privado, as cesáreas respondem por 88% dos nascimentos. Nos Estados Unidos, cerca de 75% dos nascimentos são por parto normal, contra 25% de cesáreas. A recomendação da Organização Mundial de Saúde é que a taxa de cesáreas fique entre 10% e 15%", informa Luciana.


Ver mais notícias sobre os temas:

Gravidez

Saúde da Mulher

Emoções

Ver todos os temas

Mais lidas na semana:

Nanoestrelas matam bactérias sem desenvolver resistência

Ciência começa a entender eficácia da Medicina Chinesa contra o câncer

O que é melhor: Meditação ou Férias?

Carne e barbatana de tubarão contêm altos níveis de neurotoxinas

Dor de cabeça: Conheça aquelas que exigem tratamento