Partos prematuros e cesarianas batem recorde no Brasil

Nada menos do que 11,7% dos partos feitos no Brasil são prematuros, ou seja, ocorrem antes de a gestação completar 37 semanas.

O estudo foi realizado por 12 universidades brasileiras, coordenadas pelo Programa de Pós-Graduação em Epidemiologia da Universidade Federal de Pelotas (RS).

Entre as gestantes menores de 15 anos, o índice de partos prematuros é 10,8%. Entre as mães na faixa dos 20 aos 34 anos, 6,7% dos partos são prematuros.

As regiões Sul e Sudeste são as que têm os maiores percentuais de prematuridade, 12% e 12,5%, respectivamente. No Centro-Oeste, o índice é 11,5%; no Nordeste, 10,9%; e no Norte, 10,8%.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), em 2010, nasceram 15 milhões de crianças prematuras em todo o mundo. O Brasil está na décima posição entre os países onde mais nascem prematuros.

A pesquisa também aponta que enquanto a taxa de mortalidade infantil está diminuindo, há um crescimento desse tipo de ocorrência.

O Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) afirma haver uma relação entre o aumento da prematuridade e a realização de cesarianas.

O Brasil apresenta uma das mais altas taxas de cesarianas no mundo, alcançando 52,3% dos partos em 2010 - A OMS recomenda que a taxa não ultrapasse os 15%.


Ver mais notícias sobre os temas:

Gravidez

Cuidados com o Recém-nascido

Saúde da Mulher

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.