Perguntas e respostas sobre sarampo

A campanha de vacinação contra o sarampo será realizada em todo o Brasil no período de 8 a 28 de novembro. As crianças poderão ser vacinadas em todas as unidades básicas de saúde, em todos os postos de vacinação e também em locais estratégicos instalados em cada região para facilitar o acesso à vacinação.

Nesta campanha, será utilizada a vacina tríplice viral (sarampo, caxumba e rubéola).

O que é o sarampo?

É uma doença viral aguda, grave, transmissível e de alta contagiosidade. O sarampo é considerado uma antroponose (circulação exclusiva inter-humana) que atinge ambos os sexos indistintamente. É causa de muitos sofrimentos e mortes entre crianças menores de 5 anos, sobretudo as desnutridas e de países subdesenvolvidos, em vista das suas frequentes complicações.

Quais são as manifestações do sarampo?

Em geral há febre alta, que inicia entre 10 e 12 dias após a exposição ao vírus, e permanece cerca de 4 a 7 dias, exantema (manchas vermelhas), coriza, tosse, olhos vermelhos e lacrimejantes, conjuntivite e pequenas manchas brancas no interior das bochechas (manchas de Koplic), que se desenvolvem na fase inicial da doença. O exantema, inicia no pescoço, face, tronco e membros superiores, durante três dias, com disseminação atingindo mãos e pés, permanecendo entre 5 e 6 dias.

Qual é o modo de transmissão do sarampo?

O sarampo é transmitido pelo contato com as secreções nasofaríngeas de pessoas infectadas. A infecção se produz por disseminação de gotículas (secreção orofaringe - saliva, espirros) ou pelo contato direto com o doente.

Qual é o período de incubação do sarampo?

Em média de 7 a 18 dias. Geralmente de 10 dias, podendo variar entre 7 e 18 dias, desde a data da exposição até o aparecimento da febre, e cerca de 14 dias até o início do exantema.

Qual é o período de transmissão do vírus do sarampo?

Inicia-se de 4 a 6 dias antes do exantema e dura até 4 dias após seu aparecimento. O período de maior transmissibilidade ocorre entre os 2 dias antes e os 2 dias após o início do exantema. O vírus vacinal não é transmissível.

Qual é a situação do sarampo no mundo?

De acordo com a Organização Mundial de Saúde, mesmo com a diminuição de 78% das mortes por sarampo no mundo (de 562.000 mortes no ano 2000 para 122.000 em 2012), a doença ainda é muito comum em muitos países, principalmente Europa, África e Ásia. Mais de 20 milhões de pessoas são afetadas por sarampo a cada ano.

Qual é a situação atual do sarampo no Brasil?

No Brasil, os últimos casos autóctones de sarampo ocorreram no ano 2000 e desde então, os casos registrados eram importados ou relacionados à importação. Entretanto, em 2013 e 2014 foram confirmados 755 casos da doença no país, com maior concentração nos estados de Pernambuco e Ceará, sendo as crianças menores de cinco anos as mais acometidas.


Ver mais notícias sobre os temas:

Saúde Pública

Vacinas

Infecções

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.