Pernas robóticas permitem que paraplégicos caminhem

Pernas robóticas permitem que paraplégicos caminhem
Uma empresa da Nova Zelândia criou um par de pernas biônicas que permite que pessoas paraplégicas possam caminhar.
[Imagem: BBC]

Pernas robóticas

Uma empresa da Nova Zelândia criou um par de pernas biônicas que permite que pessoas paraplégicas possam caminhar.

Durante o lançamento, nesta quinta-feira, o aparelho foi testado por Hayden Allen, que é paraplégico.

Com as pernas biônicas, Allen foi capaz de caminhar para o outro lado da sala para cumprimentar o primeiro-ministro da Nova Zelândia, John Key.

Exoesqueleto

O aparelho, que tem o nome de Rex, pesa cerca de 38 kg e é feito sob medida.

Os inventores, Richard Little e Robert Irving, passaram sete anos desenvolvendo o projeto.

"Que eu saiba não existe outro aparelho que seja autônomo e que permita que as pessoas se levantem, caminhem, subam e desçam escadas sozinhas," diz Richard Little.

Na verdade, existem várias pesquisas e protótipos nesta área, equipamentos geralmente conhecidos como exoesqueletos.

Espera-se que o primeiro par seja vendido por cerca de US$ 150 mil, segundo o canal de TV neozelandês TVNZ.

Fonte: Pernas biônicas devolvem andar a paraplégicos


Ver mais notícias sobre os temas:

Robótica

Nanotecnologia

Neurociências

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.