Pesquisas brasileiras sobre sangue são premiadas

O Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) acaba de divulgar os nomes dos ganhadores do 21º Prêmio Jovem Cientista.

Sangue, o fluido da vida

Este ano a tradicional premiação teve o tema "Sangue: Fluido da vida" e concedeu menção honrosa a Ricardo Pasquini, professor da Universidade Federal do Paraná, indicado pelas instituições que desenvolvem pesquisas na área. Pasquini é um dos pioneiros do transplante de medula óssea no Brasil.

Segundo o CNPq, a comissão julgadora concedeu ainda diplomas de reconhecimento para Tiago Gomes Andrade, da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), e Flávio Henrique Paraguassu-Braga, do Instituto Nacional do Câncer. A Unicamp recebeu o mérito institucional, por ter sido a instituição com maior número de pesquisas com mérito científico inscritas no concurso.

O Prêmio Jovem Cientista teve este ano 1.377 inscrições, sendo 1.196 na categoria Estudante do Ensino Médio, 129 na categoria Graduado e 52 na categoria Estudante do Ensino Superior. Os trabalhos vencedores serão publicados em livro, para divulgação em centros de pesquisa, universidades e instituições públicas e privadas de todo o país.

Veneno de taturana

Na categoria Graduado, a ganhadora foi Ana Beatriz Gorini da Veiga, da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, com uma pesquisa que mapeou as proteínas componentes presentes no veneno da taturana (Lonomia obliqua). Ana Beatriz receberá R$ 20 mil e uma bolsa de estudos. Em segundo ficou Adriana da Silva Santos Duarte, da Unicamp, que receberá R$ 15 mil, seguida por Rodrigo Alexandre Panepucci, da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da USP, que ganhará R$ 10 mil.

Hematologia e hemoterapia

Na categoria Estudante do Ensino Superior, Amanda Meskauskas, do Instituto Israelita de Ensino e Pesquisa Albert Einstein, em São Paulo, ficou em primeiro lugar e receberá R$ 10 mil. Samuel de Souza Medina, do Centro de Hematologia e Hemoterapia da Unicamp, com R$ 8,5 mil, e Fabio Marques do Nascimento, da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, da USP, com R$ 7 mil, ficaram, respectivamente, em segundo e terceiro.

Na categoria Estudante do Ensino Médio, que premiará os vencedores com computadores e impressoras, Natália Évelin Martins, da Escola Estadual Olegário Maciel, em Minas Gerais, foi a ganhadora. Os prêmios serão entregues no final de novembro, pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em cerimônia no Palácio do Planalto.

Fonte: Saem ganhadores do Prêmio Jovem Cientista


Ver mais notícias sobre os temas:

Sistema Circulatório

Hematologia

Hemoterapia

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2017 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.