Ver:

 Temas
 Enfermidades





RSS Diário da Saúde

Twitter do Diário da Saúde

30/04/2010

Pessoas materialistas são menos queridas por colegas e amigos

Redação do Diário da Saúde

Onde procurar a felicidade

As pessoas gostam menos dos amigos e colegas que buscam a felicidade através dos bens materiais do que daqueles que buscam a felicidade através de experiências de vida.

A conclusão é de uma pesquisa feita pelo Dr. Leaf Van Boven, da Universidade do Colorado, em Boulder, nos Estados Unidos.

Van Boven passou uma década estudando os custos e benefícios sociais de buscar a felicidade através da aquisição de experiências de vida, como viajar e ir a shows, versus a aquisição de bens materiais, como carros de luxo e joias.

"Descobrimos que as posses materiais não fornecem a felicidade duradoura tanto quanto a busca da felicidade por meio de experiências de vida," disse Van Boven, que relatou os resultados de seu estudo mais recente na edição deste mês da revista Personality and Social Psychology Bulletin,

Infeliz e solitário

A mensagem principal da pesquisa é que investir em bens materiais não apenas nos torna menos felizes do que investir em experiências de vida, mas que muitas vezes isso nos faz menos populares entre as pessoas mais próximas de nós.

"O erro que podemos cometer algumas vezes é acreditar que a busca por bens materiais nos dará status e admiração e irá melhorar as nossas relações sociais," disse Van Boven. "De fato, parece ser exatamente o oposto. Isto é realmente problemático, porque sabemos que relações sociais de qualidade são um dos melhores indicadores de felicidade, saúde e bem-estar.

"Então, muitos de nós deveríamos repensar essas decisões que podemos tomar de vez em quando, de perseguir os bens materiais em vez das experiências de vida," disse ele. "Tentar ter uma vida mais feliz através da aquisição de bens materiais não é provavelmente uma decisão muito sábia."

Problemas do materialismo

Estudos anteriores descobriram que as pessoas materialistas tendem a ter relacionamentos sociais de qualidade inferior e veem a família como um empecilho ao trabalho. Elas também têm menos amigos e suas amizades são menos gratificantes, além de agarrarem-se a marcas de produtos para darem sentido à vida.

"O que descobrimos foi que as pessoas que discutem os bens materiais gostam menos do seu parceiro de conversa do que aqueles que discutem experiências," disse Van Boven. "Elas também estavam menos interessadas em estabelecer uma amizade com esses parceiros, então há um custo social real de ser associado às posses materiais em vez de às experiências de vida."

Os experimentos práticos confirmam os estereótipos negativos dos materialistas. "Quando pedimos às pessoas para pensar em alguém que é materialista e descrever as características da sua personalidade, termos como egoísta e egocêntrico surgem com bastante frequência. Entretanto, quando pedimos às pessoas para descrever alguém que é mais experiencial por natureza, coisas como altruísta e amigável vêm com muito mais frequência."

Como ser feliz

Então, o que fazer se você é alguém que realmente gosta ou sonha em comprar montes de bens materiais?

"A resposta curta é que você deve tentar mudar," disse Van Boven. "Não apenas nossa pesquisa, mas um monte de outras pesquisas constatou que as pessoas materialistas incorrem em muito mais despesas com saúde mental e custos sociais - elas são menos felizes e mais propensas à depressão."

Van Boven diz uma coisa que você pode fazer é optar por estar próximo de pessoas que estão menos interessadas em bens materiais.

"Não é uma solução rápida, mas pode ser feito", disse. "Eu acho que o que torna a mudança particularmente difícil é que ela requer algum esforço extra e consciência total sobre a maneira como tomamos decisões sobre como ser feliz na vida."


Ver mais notícias sobre os temas:

Felicidade

Sentimentos

Consumo Responsável

Ver todos os temas

Mais lidas na semana:

Chumbo e cádmio em chocolates são preocupantes, dizem pesquisadores

Brasil segue sem medicamento para doenças causadas por fungos

Revisão alimentar básica: o que você deve saber

Caminhadas de 5 minutos revertem malefícios de ficar sentado

Doença cardíaca pode ser detectada pelo rosto