Poder da imaginação é mais que simples metáfora, dizem cientistas

O poder da imaginação é mais do que uma simples metáfora, dizem cientistas

[Imagem: Roy Kerwood/Wikimedia Commons]

Fazer acontecer

Todos nós já ouvimos alguma coisa do tipo: "Imagine que você passou no vestibular ou imagine-se atingindo um objetivo e isso irá acontecer." Geralmente assentimos com educação, mas no fundo achamos que falar é fácil, mas fazer nem tanto.

Mas em um novo estudo publicado no periódico científico Psychological Science, os psicólogos Christopher Davoli e Richard Abrams, da Universidade de Washington, sugerem que a imaginação pode ser mais eficaz do que pensamos em nos ajudar a alcançar os nossos objetivos.

Imaginando situações

Os resultados mostraram que o simples fato de imaginar uma postura pode ter efeitos que são similares a assumir de fato essa postura.

No experimento, um grupo de estudantes deveria procurar por letras específicas em um monitor, que estavam embaralhadas entre outras letras servindo de elemento de distração. A tarefa era encontrar as letras o mais rapidamente possível e apertar um botão quando elas fossem identificadas.

Durante a realização desta tarefa, pedia-se aos estudantes que imaginassem que eles estavam segurando o monitor com as duas mãos ou que eles estavam com as duas mãos postas às costas - foi enfatizado para que eles não assumissem essas posturas, mas apenas que as imaginassem.

Os participantes passaram mais tempo procurando na tela que eles imaginavam ter nas mãos, quando comparado com aqueles que se imaginaram com as mãos atrás das costas.

O poder da imaginação

Os pesquisadores sugerem que o ritmo mais lento do primeiro grupo de estudantes indica uma análise mais aprofundada dos itens que se encontram mais próximos às mãos. Pesquisas anteriores mostraram que nós gastamos mais tempo olhando para itens perto de nossas mãos - objetos mais próximos de nós são geralmente mais importantes do que os que estão distantes - mas este é o primeiro estudo que sugere que apenas imaginar algo próximo às nossas mãos vai levar-nos a dar mais atenção a ela.

Os pesquisadores sugerem essa descoberta indica que o nosso "espaço peripessoal" - o espaço em torno do nosso corpo - pode ser estendido para abarcar uma área que uma postura imaginada nos levaria a ocupar.

Moldando a realidade

Eles notam que pode haver vantagens em ter essa capacidade, como a determinação se uma ação é realista (por exemplo, "Eu posso alcançar prateleira mais alta?") e ajudar-nos a evitar colisões.

Os autores concluem que o presente estudo confirma "uma idéia que há muito tem sido defendida pelos palestrantes motivacionais, psicólogos do esporte, assim como o foi por John Lennon: A imaginação tem a extraordinária capacidade de moldar a realidade."


Ver mais notícias sobre os temas:

Mente

Intuição

Emoções

Ver todos os temas >>   


  

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2017 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.