Ver:

 Temas
 Enfermidades





RSS Diário da Saúde

Twitter do Diário da Saúde

30/08/2012

Por que as pessoas continuam rindo das piadas ruins?

Redação do Diário da Saúde
Por que as pessoas continuam rindo das piadas ruins?
É importante notar quando a polidez tem custos para a pessoa que se cala ante o excesso de autoconfiança alheio.[Imagem: Wikimedia]

Rindo de piada ruim

Não importa o quão ruim a piada é, mesmo contada pela milésima vez, ela ainda provocará algumas risadas educadas.

Mas por quê?

Porque as normas sociais nos tornam avessos a dar feedback negativo.

É o que garante a Dra Joyce Ehrlinger e seus colegas da Universidade do Estados da Flórida (EUA).

Posturas controversas

Em seu estudo, eles recriaram interações cotidianas nas quais as pessoas poderiam se sentir socialmente pressionadas a reter informações negativas a respeito dos outros.

Os experimentos não envolveram apenas piadas ruins, mas também a expressão de posições políticas radicais e a discussão de assuntos controversos, quando alguém assume posturas pouco aceitas.

Ehrlinger sustenta que, como a sociedade treina a todos para não ferir os sentimentos dos outros, raramente ouvimos dos outros a verdade sobre nós mesmos - mesmo quando seria muito adequado.

Isso pode ser um problema para pessoas excessivamente autoconfiantes, que têm percepções exageradamente positivas - e muito erradas - de como os outros as veem.

Autoconfiança exagerada

"Não há definitivamente nenhum mal em alguns tipos de excesso de confiança, e eu não estou sugerindo que deveríamos deixar de viver em uma sociedade educada.

"O pior que pode acontecer de alguém acreditar que é mais engraçado do que é na realidade é um pouco de embaraço ou esforço desperdiçado para ir em programas de calouros," brinca a pesquisadora.

Mas ela acrescenta que é importante notar quando a polidez tem custos para a pessoa que se cala ante o excesso de autoconfiança alheio.

Existem muitas ocasiões em que o excesso de confiança pode ter consequências graves.

"Médicos e advogados excessivamente autoconfiantes possam oferecer aos seus pacientes ou clientes um mau aconselhamento," cita ela.

"Há muitas maneiras em que o excesso de confiança é perigoso, e pode ser importante deixar de lado a polidez quando se trata de ajudar as pessoas a evitar os perigos do excesso de confiança," conclui.


Ver mais notícias sobre os temas:

Comportamento

Sentimentos

Relacionamentos

Ver todos os temas

Mais lidas na semana:

Vacina contra dengue pode fazer mais mal que bem em alguns locais

Dor de cabeça: Conheça aquelas que exigem tratamento

Os muitos mitos sobre as Dores nas Costas

Medicamento desenvolvido no Brasil combate origem da hipertensão

Carne vermelha todo dia faz mal? Especificamente que mal?