Ver:

 Temas
 Enfermidades





RSS Diário da Saúde

Twitter do Diário da Saúde

04/04/2016

Precisa operar a tireoide? Procure um cirurgião com experiência

Redação do Diário da Saúde

Remover a tireoide

Pacientes que precisam ter sua glândula tireoide operada ou removida devem procurar cirurgiões que realizam 25 ou mais tireoidectomias por ano para terem o menor risco de complicações.

"Esta é uma cirurgia muito técnica, e os pacientes devem se sentir no direito de perguntar aos seus cirurgiões quantos procedimentos eles fazem em média a cada ano," orienta a Dra. Julie Sosa, da Universidade Duke (EUA).

"Os cirurgiões têm uma responsabilidade ética para informar seus números de casos. Embora isto não seja uma garantia de um resultado positivo, a escolha de um cirurgião mais experiente certamente pode melhorar as chances de que o paciente se sairá bem," completou.

Valor da experiência

A pesquisadora avaliou dados de 16.954 pacientes que fizeram tireoidectomias entre 1998 e 2009.

Ao analisar os volumes de procedimentos de tireoidectomia feitos pelos 4.627 cirurgiões envolvidos, a equipe da Dra. Julie descobriu uma associação entre o número de procedimentos realizados por cada cirurgião a cada ano e as complicações das cirurgias.

Precisa operar a tireoide? Procure um cirurgião com experiência
Pacientes de cirurgiões de baixo volume (25 ou menos tireoidectomias por ano) têm um maior risco de complicações quando comparados aos pacientes de cirurgiões de alto volume (26 ou mais operações por ano). [Imagem: Duke Health]

Notavelmente, os pacientes de cirurgiões que realizaram menos de 25 tireoidectomias por ano foram 1,5 vez mais propensos a sofrer complicações.

"O volume de [operações de cada] cirurgião é um fator que médicos e pacientes devem considerar quando falamos sobre cuidados baseados em valor - ajudar os pacientes a obter cuidados adequados a um custo otimizado e com menos complicações," disse Julie.

Tireoidectomia

Embora a tireoidectomia total seja geralmente segura, pode haver complicações que alteram a vida, complicações que foram vistas em alguns pacientes do estudo, tais como hemorragia, problemas com as glândulas paratireoides e danos ao nervo laríngeo, que pode levar a dificuldades de falar, respirar e engolir.

De acordo com a Dra. Julie, qualquer complicação pode exigir novos procedimentos médicos, aumentando os custos para os pacientes e potencialmente comprometendo sua qualidade de vida.

Os resultados foram publicados na revista médica Annals of Surgery.


Ver mais notícias sobre os temas:

Cirurgias

Atendimento Médico-Hospitalar

Ética

Ver todos os temas

Mais lidas na semana:

Dor de cabeça: Conheça aquelas que exigem tratamento

Vacina contra dengue pode fazer mais mal que bem em alguns locais

Os muitos mitos sobre as Dores nas Costas

Medicamento desenvolvido no Brasil combate origem da hipertensão

Carne vermelha todo dia faz mal? Especificamente que mal?