Ver:

 Temas
 Enfermidades





RSS Diário da Saúde

Twitter do Diário da Saúde

31/01/2013

"Primeira vez" pode indicar qualidade da vida sexual futura

Redação do Diário da Saúde
Um outro estudo sobre o mesmo tema concluiu que casais que adiam sexo têm relacionamentos melhores. [Imagem: Muramasa/Wikimedia]

Perda da virgindade

A "primeira vez", a primeira experiência sexual de uma pessoa, pode influir fortemente na satisfação sexual dessa pessoa nos anos seguintes.

A conclusão é de Matthew Shaffer e Veronica Smith, das universidades de Tennessee e Mississippi (EUA).

Eles afirmam serem os primeiros a examinar se as circunstâncias da perda da virgindade têm consequências duradouras para o indivíduo.

"A perda da virgindade é muitas vezes vista como um marco importante no desenvolvimento humano, significando uma transição para a idade adulta," disse Shaffer. "No entanto, ela não foi estudada nesse aspecto. Queríamos ver a influência que a perda da virgindade pode ter com relação ao desenvolvimento físico e emocional."

Como foi a primeira vez

Os pesquisadores examinaram como a satisfação sexual e a experiência física na primeira vez impactam a longo prazo as experiências sexuais das pessoas.

O estudo envolveu 331 homens e mulheres jovens, que relataram como perderam a virgindade.

Os participantes anônimos classificaram a experiência de acordo com as emoções relacionadas com contentamento, ansiedade e arrependimento.

Eles também responderam perguntas sobre sua vida sexual com escalas mensurando senso de controle, satisfação e bem-estar.

Finalmente, os participantes preencheram um diário durante duas semanas, descrevendo cada experiência sexual.

Importância da primeira vez

Uma série de análises estatísticas revelou que aqueles que se sentiram emocional e fisicamente mais satisfeitos na primeira vez achavam sua vida sexual posterior mais satisfatória.

Os pesquisadores concluíram que uma experiência positiva na primeira vez prevê com grande precisão a satisfação física e emocional posterior.

Aqueles que relataram níveis mais elevados de ansiedade e negativismo na primeira vez apresentaram um funcionamento sexual global menos satisfatório.

Especificamente, as pessoas que se sentiram amadas e respeitadas por seu parceiro na primeira vez acharam os encontros seguintes emocionalmente mais satisfatórios.

"Embora este estudo não prove que uma melhor primeira vez produza uma melhor vida sexual em geral, a experiência de uma pessoa ao perder a virgindade pode definir o padrão para os próximos anos," disse Shaffer.

O pesquisador sugere que a primeira experiência sexual pode criar um padrão geral de pensamento e de comportamento que orienta as experiências sexuais e a compreensão das informações sobre a própria sexualidade.


Ver mais notícias sobre os temas:

Sexualidade

Relacionamentos

Sentimentos

Ver todos os temas

Mais lidas na semana:

O que é melhor: Meditação ou Férias?

Os muitos mitos sobre as Dores nas Costas

Carne e barbatana de tubarão contêm altos níveis de neurotoxinas

Dor de cabeça: Conheça aquelas que exigem tratamento

Medicamento desenvolvido no Brasil combate origem da hipertensão