Principais dúvidas das mulheres sobre o câncer de mama

Durante as comemorações do "Outubro Rosa", campanha para alertar as mulheres para prevenção e diagnóstico precoce de tumores, o Instituto do Câncer do Estado de São Paulo (Icesp) levantou as principais dúvidas das pacientes.

Os principais questionamentos das pacientes já em tratamento na instituição, além de seus familiares, foram relacionados em consultas médicas ou multiprofissionais e referem-se à alimentação - e aos tipos de alimentos que podem estar relacionados ao tumor - ou hábitos e atitudes, como o uso de lingerie apertada.

"Prótese de silicone pode causar câncer?" e "Desodorante aerossol aumenta o risco de desenvolver tumor?" ainda são alguns dos mitos ligados ao câncer de mama.

Grande parte do público também tem dúvidas sobre a relação do câncer com a hereditariedade.

Confira na lista abaixo várias crenças populares que não passam de mitos.

O câncer nem sempre é hereditário ou genético

Muitas pessoas ainda acreditam que o principal fator para o surgimento do câncer é o genético, mas apenas 10% dos tumores têm esta correlação.

É importante, portanto, estar sempre atento ao próprio corpo: nódulos e feridas que persistem por muito tempo, e não existiam antes, podem indicar algum problema de saúde. Nesse caso, a visita ao médico não deve ser adiada.

O autoexame não substitui a mamografia

O autoexame ou mesmo o exame clínico, feito por um especialista, não são suficientes para o diagnóstico de câncer, ainda que estudos indiquem que as mamografias anuais não reduzem mortes mais do que os exames físicos.

A recomendação é realizar a mamografia de acordo com as indicações médicas. A recomendação atual do Instituto Nacional do Câncer (INCA) é que as mulheres entre 50 e 69 anos façam a mamografia preventiva a cada 2 anos.

Uso de desodorante aerossol não facilita o desenvolvimento do câncer de mama.

A axila não tem células mamárias, portanto o uso de qualquer tipo de desodorante não afeta as mamas.

Próteses de silicone e diagnóstico do câncer

Não há consenso científico quanto às limitações dos exames de imagem em pacientes que possuem próteses de silicone nas mamas. Tampouco há pesquisas que relacionem a cirurgia para aumento dos seios com o aparecimento de tumores. Ou seja, qualquer afirmação cabal sobre o assunto, num ou noutro sentido, não está fundamentada em estudos científicos.

Lingerie apertada não aumenta as chances de câncer de mama

O tipo de sutiã, independente do tecido ou modelo, não favorece ou retarda o desenvolvimento do câncer de mama.

Pílula anticoncepcional e câncer

Não existem estudos que permitam a associação entre o uso da pílula anticoncepcional e um aumento da incidência de câncer.

Retorno do câncer e cura

Cada paciente é único e responde de uma maneira aos diferentes tipos de tratamento disponíveis, por isso não é possível afirmar que todos os casos vão evoluir da mesma maneira. Assim, não é possível afirmar que um câncer que retorne não terá cura.


Ver mais notícias sobre os temas:

Saúde da Mulher

Câncer

Prevenção

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.