Bisfenol A não é perigoso só em mamadeiras, dizem médicos

Criança não usa só mamadeira

A Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia quer que a proibição do Bisfenol A em mamadeiras seja estendido a brinquedos e embalagens de alimentos.

A entidade é uma das que lutam pela proibição do produto no Brasil, já banido na Europa e no Canadá.

Mas, para os médicos, eliminar o Bisfenol A só das mamadeiras não é o suficiente: "Quando a criança morde um brinquedo, a substância pode se desprender," disse Elaine Cota, da SBEM (Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia).

"[O Bisfenol A] deveria ser proibido em todas as embalagens que acondicionam alimentos e nos brinquedos plásticos. As crianças não vão só usar a mamadeira, mas também o copinho plástico," completa.

Deficiências físicas e câncer

Especialistas estimam que uma pessoa ingira até 10 microgramas de Bisfenol A por dia, liberado de praticamente todos os produtos plásticos, de copos descartáveis a escovas de dentes.

O risco de liberação é maior quando o material plástico é aquecido.

No organismo, o Bisfenol A provoca sobretudo problemas hormonais e metabólicos, havendo indícios de que que ele possa vir a causar deficiências físicas em crianças e até câncer.

Os efeitos podem ser de longo prazo. Elaine Cota cita a possibilidade de que uma criança que tenha ingerido Bisfenol A possa vir a desenvolver infertilidade na idade adulta.

Recomendações para evitar o Bisfenol A

A especialista orienta que a população, sobretudo as grávidas, evitem o uso de embalagens plásticas para guardar bebidas e comidas e não aqueçam os alimentos em fornos de micro-ondas usando embalagens plásticas.

A Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia divulgou algumas instruções sobre formas de evitar a exposição ao Bisfenol A:

  • Não esquentar alimentos no micro-ondas em embalagens de plástico.
  • Evitar o consumo de alimentos e bebidas enlatadas - a substância é usada como resina para revestimento interno das latas.
  • Descartar utensílios plásticos lascados ou arranhados.
  • Evitar a utilização de embalagens plásticas com os símbolos de reciclagem 3 (V) e 7 (PC).


Ver mais notícias sobre os temas:

Contaminação

Gravidez

Conservação de Alimentos

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.