Proteína manda sinal para o corpo acumular gordura

Proteína manda sinal para o corpo acumular gordura
"A galectina-12 parece sinalizar para as células de gordura é que é hora de conservar energia, em vez de queimá-la."
[Imagem: Yang et al./Pnas]

Proteína da gordura

Desativar uma proteína que desempenha um papel crucial no armazenamento de gordura pode ser um caminho para melhores tratamentos para o diabetes e para a obesidade.

Cientistas descobriram que cobaias sem a capacidade de sintetizar a proteína galectina-12 acumularam 40% menos gordura corporal.

Além disso, os animais apresentaram um incremento no metabolismo e uma menor resistência à insulina.

Sinalizador

"A galectina-12 parece sinalizar para as células de gordura é que é hora de conservar energia, em vez de queimá-la," explicou Fu-Tong Liu, da Universidade da Califórnia (EUA).

Tanto a quebra como o armazenamento da gordura são processos intimamente ligados, que envolvem diversos sinalizadores.

"Se nós pudermos interromper esse sinal, nós temos uma chance de melhorar o metabolismo das gorduras e reduzir a resistência à insulina em pacientes com obesidade e diabetes," continua ele.

Obesidade, insulina e diabetes

A obesidade é o principal sinalizador do desenvolvimento do diabetes - 80% das pessoas com diabetes tipo 2 têm sobrepeso ou são obesas.

Em seus estágios iniciais, o diabetes tipo 2 é caracterizado pela resistência à insulina.

O pâncreas continua produzindo insulina, mas, por alguma razão que ainda não se conhece, o corpo não consegue usar essa insulina de forma eficaz.

Depois de vários anos, a produção de insulina finalmente cai, os níveis de glicose no sangue sobem e o corpo já não consegue usar mais sua principal fonte de combustível.

É por isto que é tão importante descobrir formas de fazer com que o organismo lide melhor com a gordura, induzindo-o a fazer isto quando ele pára de fazê-lo normalmente.


Ver mais notícias sobre os temas:

Obesidade

Dietas e Emagrecimento

Alimentação e Nutrição

Ver todos os temas >>   


  

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.