Conheça os diversos tipos de psoríase

Psoríase
A psoríase não é contagiosa. Não se preocupe em se aproximar das pessoas que tenham as lesões.
[Imagem: Hriana/Ministério da Saúde]

A psoríase é uma doença inflamatória crônica, não-contagiosa, que provoca lesões escamosas e manchas avermelhadas pruriginosas (que coçam).

Porém, a enfermidade ainda é um problema cercado de mistérios. Ela tem caráter hereditário, mas ainda não se sabe ao certo qual é a causa, muito menos a cura.

O estado emocional do paciente interfere na recorrência dos sintomas e no controle da doença, podendo agravar o problema ou ajudar na sua recuperação.

A psoríase ataca principalmente a pele, mas pode afetar outras partes do corpo, como por exemplo, as articulações. As lesões de pele mais frequentes são manchas e placas avermelhadas com escamas prateadas.

As áreas mais comuns onde ela surge são as dobras, como os cotovelos, os joelhos e a região das nádegas. Entretanto, ela também pode aparecer em outras partes, como no couro cabeludo e nas unhas.

Sintomas da psoríase

De acordo com a localização e características das lesões, existem vários tipos de psoríase:

Psoríase Vulgar - lesões de tamanhos variados, delimitadas e avermelhadas, com escamas secas, aderentes, prateadas ou acinzentadas que surgem no couro cabeludo, e na região externa dos joelhos e cotovelos;

Psoríase Invertida - lesões mais úmidas, localizadas em áreas de dobras (áreas internas) como couro cabeludo, joelhos e cotovelos;

Psoríase Gutata ou Psoríase Eruptiva - pequenas lesões localizadas, em forma de gotas, associadas a processos infecciosos. Geralmente, aparecem no tronco, braços e coxas (bem próximas aos ombros e quadril) e ocorrem com maior frequência em crianças e adultos jovens;

Psoríase Eritrodérmica - lesões generalizadas e com fina descamação, por vezes bastante pruriginosas (coceira), em 75% ou mais do corpo;

Psoríase Ungueal - surgem depressões puntiformes, espessamento ou manchas amareladas, principalmente nas unhas da mãos, podendo se associar a fragilidade da unha.

Psoríase Artropática ou Artrite Psoriática - Responde por até 30% dos casos, pode estar associada a comprometimento articular. Surge de repente com dor nas pontas dos dedos das mãos e dos pés ou nas grandes articulações como a do joelho.

Psoríase Postulosa - aparecem Lesões vesiculosas (pequenas bolhas) contendo pus em seu interior nos pés e nas mãos (forma localizada) ou espalhadas pelo corpo;

Cuidados

É recomendado, ao primeiro sinal de anormalidade na pele, como lesão difícil de curar ou surgimento de placas, buscar atendimento médico em uma unidade Básica de Saúde.

Como ainda não há cura, o tratamento é feito para controlar a doença, com o uso de pomadas e hidratantes no local das lesões - o SUS fornece os medicamentos para tratamento da psoríase. A exposição solar também auxilia no controle dos sintomas.

Reduzir o estresse, a ansiedade e a tristeza podem auxiliar no controle das lesões. O fator emocional influencia consideravelmente no quadro clínico da psoríase, seja positiva ou negativamente. Além disso, outras fontes de estresse ao organismo, como as infecções, podem causar aumento e/ou piora das lesões.


Ver mais notícias sobre os temas:

Cuidados com a Pele

Emoções

Ansiedade

Ver todos os temas >>   


  

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.